O Tribunal de Contas afirma que as informações contábeis de Jaboatão durante o governo de Elias Gomes (2011) eram inconfiáveis, impossibilitando a constatação da veracidade nas informações apresentadas pela gestão

Por Luiz Gonzaga Jr – Hoje Pernambuco

Polêmica à vista! Os vereadores de Jaboatão acordaram cedo nesta segunda-feira (19) para comparecer à última reunião plenária do mês. Ao chegarem lá, em pauta, a votação das contas do ex-prefeito Elias Gomes durante sua gestão em 2011.

Segundo o relatório do TCE-PE, houve algumas críticas à gestão de Elias em vários aspectos. Em relação à saúde, o TCE afirmou que o Plano Municipal de Saúde e a Programação Anual de Saúde para o exercício de 2011 não estariam integralmente de acordo com o Ministério da Saúde. Na época, alguns blogs da cidade denunciavam o abandono de postos de saúde, falta de medicamentos, carência de médicos e infraestrutura em péssimas condições.

FONTE : Blog Lagoa Olho D’Água

Ainda conforme o Tribunal de Contas, os repasses do duodécimo à Câmara Municipal não foram efetuados adequadamente dentro do prazo legal. Além disso, segundo o TCE, houve inconfiabilidade e fragilidade nos registros contábeis, impedindo a constatação da veracidade dos registros e demonstrativos contábeis, o que impossibilitou a verificação do repasse integral à conta do INSS, com base nos documentos acostados à prestação de contas.

Alguns vereadores subiram ao púlpito para expressar suas revoltas quanto ao tema. O líder do governo, vereador Belarmino Souza, afirmou que, embora o governo municipal não tenha interferido nem opinado sobre a votação, os vereadores votaram de acordo com seus entendimentos pessoais. Ele votou pela reprovação das contas do ex-prefeito Elias Gomes.

Seguindo Belarmino, a vereadora Jeane Cândido foi além. Além de votar pela reprovação, desabafou sobre o período em que Elias foi prefeito. Revoltada, ela disse em seu discurso: “Eu reprovo as contas do ex-prefeito. Os itens relacionados pelo Tribunal de Contas já são suficientes para meu voto contrário à aprovação. Além disso, lembro aqui a todos que Elias Gomes fez muitos pais de família sofrerem, aprovando uma lei que colocava os pais de família no SPC e Serasa por falta de pagamento de IPTU”, disse Jeane.

O vereador Márcio do Curado, em seu discurso, afirmou que também não aprovaria as contas do ex-prefeito e, com um tom mais enfático, disse que Elias estava se escondendo atrás do PT em Jaboatão. Segundo Márcio, o Partido dos Trabalhadores havia ingressado com uma ação contra ele por “campanha eleitoral antecipada” e, após o primeiro julgamento, o juiz entendeu não existir nenhuma irregularidade por parte do vereador.

About Redação

Veja também

transito-e-alterado-no-carmo-durante-requalificacao-da-praca-dantas-barreto

Trânsito é alterado no Carmo durante requalificação da Praça Dantas Barreto

Agentes da secretaria de Mobilidade Urbana irão monitorar o tráfego a partir de segunda-feira (15) …