festival-palco-giratorio-volta-ao-recife-com-apoio-da-prefeitura

Festival Palco Giratório volta ao Recife com apoio da Prefeitura

Realizada pelo Sesc, em parceria com o poder público municipal, programação oferecerá mais de 46 espetáculos a preços populares, a partir de hoje (16), ocupando as pautas de vários teatros da cidade, além de espaços públicos. (Foto: Alberto Maurício/Divulgação)

Um dos mais consolidados e longevos festivais culturais do país, o Palco Giratório volta ao Recife neste mês de maio, após um longo hiato de 10 anos. Iniciativa do Sesc, em parceria com a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, a programação irá oferecer, a preços populares, uma diversificada e qualificada amostra da produção cênica local e nacional, com mais de 46 espetáculos, para todos os gostos e idades.

De hoje (16) até o dia 1º de junho, a programação vai ocupar espaços culturais e públicos da cidade , como os teatros municipais Hermilo Borba Filho, Parque, Apolo, Santa Isabel e Luiz Mendonça. Haverá programação ainda nos teatros Capiba, Marco Camarotti, além de espaços alternativos e sedes de importantes coletivos cênicos, como a Rede Moinho da Ilha, O Poste, Teatro André Filho (Cia Fiandeiros) e Espaço Cênicas, além de logradouros como a Praça do Campo Santo, em Santo Amaro.

Ao todo, subirão aos palcos recifenses 30 peças pernambucanas e mais 16 nacionais, vindas de diversos estados brasileiros e do Distrito Federal. A programação completa da 26ª edição do festival está disponível no site https://palcogiratorio.sescpe.com.br/.

Apresentando uma média de três espetáculos por dia, o Palco Giratório terá como eixos temáticos debates importantes e atuais sobre intergeracionalidade, negritude, acessibilidade e inclusão. Entre os destaques da programação, estão os espetáculos “Zaratustra: uma transvaloração dos valores”, do diretor, ator e criador cultural Amir Haddad, e “Herança”, do cantor e diretor musical Maurício Tizumba, ambos homenageados desta edição.

Outros destaques dos 17 dias de programação são: “Procedimento#6”, de Jackeline Mourão e Reginaldo Borge (MS); “O equilibrista”, da Cia. YinsPiração Poéticas Contemporâneas (DF); “Nuvem de pássaros”, da Movidos Dança (RN); “Mundos”, do Grupo Maria Cutia de Teatro (MG); “Maria Firmina dos Reis”, do Núcleo Atmosfera (MA); “Mar Acá”, do Grupo Locômbia Teatro de Andanças (RR); “Fábrica dos Ventos”, da Trupe Lona Preta (SP); “Desvio”, da Muovere Cia de Dança (RS); “Circo de los pies”, da La Luna Cia de Teatro (SC); “Cabelos arrepiados”, da Buia Teatro Company (AM); “Alegria de náufragos”, do Coletivo Ser Tão Teatro (PB); “Adobe – Luciana Caetano”, do Grupo Solo de Dança (GO) e “Abebé”, do Grupo de Dança Afro NegraÔ (ES).

Neste ano, quem vai representar Pernambuco no circuito nacional é O Bando Coletivo de Teatro. O grupo terá temporada do espetáculo “Quatro Luas” em mais de 25 cidades do país, além de se apresentar, no dia 17 de maio, no Teatro Marco Camarotti.

Abertura – Nesta quinta-feira (16) que abrirá as cortinas da retomada do Palco Giratório no Recife, a programação será gratuita, começando com cortejo pelas ruas do bairro da Boa Vista, que reunirá 10 grupos culturais locais: Orquestra Henrique Dias, Boi Marinho, Maracatu Nação Estrela Brilhante, Caboclinho 7 Flexas, quadrilhas juninas Arrocha o Nó, Balancê e Matutinho, Grupo de Teatro Padre Reginaldo Veloso, Ballet Andarilho, Fábrica Fazendo Arte, Grupo de Capoeira Legião, Orquestra de Música do Nac, Banda Marcial da Escola Municipal Antônio Farias Filho.

A saída, prevista para 16h30, será no início da Rua da Imperatriz, com destino ao Teatro do Parque, onde haverá, a partir das 18h30, apresentação do Mestre Miro dos Bonecos, de Carpina (PE) e, em seguida, às 20h, sessão do espetáculo “Leci Brandão – Na palma da mão”, do Grupo Lapilar Produções Artísticas (RJ). O acesso será gratuito, respeitando a capacidade do teatro.

Formação – Além de promover o encontro entre as plateias e a produção cênica nacional, o Palco Giratório preservará, neste retorno ao Recife, sua vocação formativa, promovendo também o diálogo entre os grupos que integram a programação e a cidade, por meio de debates críticos abertos ao público com a presença de atores, diretores e produtores, sempre no dia seguinte à apresentação de cada espetáculo, no Teatro Marco Camarotti ou na Livraria do Jardim.

O festival promoverá ainda o Seminário Nacional de Teatro para as Infâncias no Recife, de 20 a 24 de maio, na Faculdade Senac, em Santo Amaro, também com transmissão online. A iniciativa vai homenagear a memória de um dos fundadores da Companhia Fiandeiros de Teatro, André Filho. Inscrições abertas.

Sobre o Palco Giratório – Lançado em 1998 pelo Sesc, o festival já contou com a participação de 380 grupos artísticos de todas as regiões brasileiras, tendo promovido mais de 10 mil apresentações para um público estimado em 5 milhões de espectadores,em todo o país. Nesta 26ª edição, o Palco Giratório circulará de abril a dezembro, alcançando 80 cidades de 25 estados, mais o Distrito Federal, que receberão 404 apresentações e 264 cursos e oficinas, realizadas por 17 grupos artísticos.

Serviço

Festival Palco Giratório

Quando: 16 de maio a 1º de junho

Informações: https://palcogiratorio.sescpe.com.br/

About Redação

Veja também

prefeitura-do-recife-avanca-com-as-obras-de-drenagem-e-pavimentacao-da-avenida-mario-melo

Prefeitura do Recife avança com as obras de drenagem e pavimentação da Avenida Mário Melo

A intervenção de requalificação, prevista para durar oito meses, conta com investimento da ordem de …