Voluntárias participaram da celebração do Mais Vida nos Morros na Iputinga

voluntarias-participaram-da-celebracao-do-mais-vida-nos-morros-na-iputinga

Oficinas de culinária sustentável, produção de mudas, piquenique comunitário e intervenções de arte urbana voltadas para a primeira infância marcaram a programação desta quarta-feira (24). (Foto: Edson Alves)

O piso que liga a quadra, a área de piquenique e o campinho da Pracinha da Rua David Nasser, no bairro da Iputinga, agora está repleto de intervenções de arte urbana voltadas para as crianças, principalmente as de primeira infância. É que, por meio do Voluntariado Mais Vida, um grupo formado por oito mulheres criou jogos e brincadeiras lúdicas sob orientação da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria Executiva de Inovação Urbana, no segundo dia da celebração do Mais Vida nos Morros na Iputinga.

“Eu achei incrível a oportunidade de participar do Mais Vida nos Morros, porque ele promove a integração entre as pessoas e a comunidade, e tem uma equipe multidisciplinar. Eu, por exemplo, sou de Direito e estou aqui porque acho importante ampliar o olhar. Esse processo de valorização e transformação de uma área sem dúvidas é muito agregador. Eu amei de coração e quero participar mais vezes”, declarou a voluntária Aryane Elísio.

As voluntárias puderam redesenhar na prática o espaço urbano através da arte, a fim de estimular ambientes comunitários que maximizem o desenvolvimento saudável, social, cognitivo e emocional das crianças. As etapas (engajamento, transformação e celebração) do programa Mais Vida nos Morros fortalecem o protagonismo comunitário a partir do exercício da cidadania ativa, do sentimento de pertencimento e do orgulho do lugar onde se vive. 

Na ocasião, as voluntárias também puderam conhecer mais sobre as oficinas de culinária sustentável que são ministradas por Angélica Nobre, nas comunidades do Recife, e ensinam a como aproveitar integralmente o alimento através de receitas deliciosas e ricas em nutrientes. Angélica preparou brigadeiro com a casca de banana – que possui duas vezes e meia mais vitamina C do que a polpa da fruta -, para o piquenique comunitário, onde cada morador levou um alimento que foi compartilhado com todos.

A oficina de produção de mudas, ministrada por Augusto Fernandes, em um primeiro momento ensinou os moradores a como fazer vasos e irrigadores reutilizando garrafas pet, e em seguida, foi realizado o plantio de sementes de alface, coentro, tomate, boldo, rúcula, mudas de babosa e saboneteiras. “Eu sempre participo e acho ótimo porque aprendo cada dia mais. Hoje eu plantei coentro, babosa, tomate e manjericão”, conta Arlete Silva, que mora há 60 anos na Rua David Nasser.

A programação continua no sábado (27), a partir das 8h, com serviços de saúde gratuitos como: aferição de pressão arterial; orientações e distribuição de preservativos masculinos e femininos; vacinação de Influenza; Bora Testar (teste rápido Covid-19); palestra sobre a Importância do Cuidado Integral à Saúde do Homem em alusão ao Novembro Azul; Distribuições e orientações de máscaras; Mamógráfo para as mulheres de 50 a 69 anos (levar CPF ou Cartão SUS) e; orientações sobre saúde do trabalhador. Às 9h, haverá a aula de Zumba, que será seguida pela apresentação da Orquestra dos Bichos, às 10h, e por último a apresentação do Grupo de Animadores Culturais. As atividades acontecerão na pracinha da Rua David Nasser até as 12h.

MAIS VIDA NOS MORROS – Criado em 2016, o Mais Vida nos Morros é uma política pública de inovação e resiliência urbana que reinventa a cidade e combate a desigualdade socioespacial a partir da promoção do desenvolvimento sustentável, do protagonismo comunitário e da promoção de um espaço urbano melhor para as crianças nas 545 comunidades de interesse social do Recife. O programa já atendeu 55 comunidades, beneficiando diretamente mais de 54 mil famílias. Muito além dos números, um dos seus principais resultados é a mudança que vem provocando na relação de crianças e adultos com os espaços urbanos e com o meio ambiente.

O programa vem se destacando internacionalmente com reconhecimento da ONU-Habitat, da Child in The City e da Bernard Van Leer Foundation. O programa conta com a parceria da empresa Tintas Coral, através do Movimento Tudo d

Deixe um comentário