recife-encerra-maio-amarelo-e-relembra-que-nenhuma-morte-no-transito-e-aceitavel

Recife encerra Maio Amarelo e relembra que nenhuma morte no trânsito é aceitável

Nesta quinta-feira (30), técnicos da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) se reuniram para realizar um balanço das atividades do Maio Amarelo de 2024 e definir diretrizes para as próximas ações na política de segurança viária da capital pernambucana. Ao todo, 60 profissionais se reuniram no Apolo 235, no bairro do Recife, onde foram apresentadas as ações realizadas durante o mês de maio. As atividades se dividiram nos eixos de gestão de dados, fiscalização, comunicação e educação, além de engenharia viária.

GESTÃO DE DADOS – Dados preliminares do Comitê Municipal de Redução de Acidentes de Trânsito (Compat), indicam que, em média, o aumento de mortes no trânsito foi de 41% entre 2022 e 2023. Os motociclistas representam 45% do total de vítimas fatais. Ao todo, 74% das ocorrências de sinistros de trânsito com vítimas registradas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) são com motociclistas. Esses dados são preliminares, entretanto, demandam atenção. Em um estudo observacional realizado pela Johns Hopkins University (EUA) no Recife, esse público também é o que mais acelera: um a cada três motociclistas foram observados trafegando acima da velocidade ideal na cidade.

FISCALIZAÇÃO – Tendo como foco os motociclistas, já que o eixo de gestão de dados informou que são as principais vítimas, as equipes de fiscalização intensificaram as atividades, especialmente nas blitze. Ao todo, foram feitas 80 blitze durante o mês de maio, em locais e horários variados. As abordagens foram feitas com inspeção dos veículos e documentos, mas também com orientação dos condutores sobre fatores de riscos e a probabilidade de se envolver em sinistros em caso de excesso de velocidade.

COMUNICAÇÃO E EDUCAÇÃO – Alinhados à fiscalização para potencializar a mudança de comportamento nos usuários de motocicletas, a Prefeitura do Recife lançou em suas redes sociais uma campanha cujo slogan foi “No trânsito, não há segunda chance. Desacelere.” Foram lançados dois vídeos testemunhais, o primeiro, com o depoimento de um médico falando sobre os riscos do excesso de velocidade e a necessidade de conscientização no trânsito. Já o segundo, contava a história de uma mãe que perdeu o seu filho pilotando uma motocicleta. Também foram feitas ações em parceria com aplicativos de delivery e mais de 80 entregadores foram treinados para direção defensiva. Outra inovação este ano foram as atividades educativas nos bares, que focaram, principalmente, no público adulto. Com apoio da Liga da CTTU, também foram feitas diversas programações em escolas privadas e municipais.

ENGENHARIA VIÁRIA – Com o objetivo de disseminar informações sobre o Manual de Desenho de Ruas do Recife, as equipes de engenharia viária realizaram um jogo para fazer capacitações de técnicos de universidades e setores da Prefeitura do Recife. O jogo foi apresentado em cursos de arquitetura e urbanismo, congressos e entre várias equipes técnicas de trânsito e infraestrutura da PCR.

“Reduzir as mortes no trânsito é um trabalho em parceria com toda a população. Enquanto poder público, fomentamos as boas práticas e buscamos parceiros para implantar políticas efetivas, mas nada disso é eficaz sem a verdadeira mudança de comportamento das pessoas. Precisamos de atitudes que preservem a vida e, mesmo depois do maio amarelo, vamos continuar fomentando as boas práticas para salvar vidas”, informou a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

About Redação

Veja também

novotel-recife-realiza-processo-seletivo-com-candidatos-captados-pelo-go-recife-e-agencia-de-emprego-do-recife

Novotel Recife realiza processo seletivo com candidatos captados pelo GO Recife e Agência de Emprego do Recife

Na manhã desta segunda-feira (17), 25 mulheres recifenses participaram de processo seletivo para integrar o …