“programa-qualiescola”-capacita-professores-e-auxilia-no-desenvolvimento-do-ensino-na-rede-publica

“Programa Qualiescola” capacita professores e auxilia no desenvolvimento do ensino na rede pública

Com o objetivo de capacitar professores e elevar o nível de ensino da rede pública, o laboratório Farmacêutico EMS e o Instituto Qualidade no Ensino (IQE) se reúnem para implantar, no município de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR), o “Programa Qualiescola”


 


Para a iniciativa, o EMS investiu R$ 1 milhão. Segundo a empresa, o investimento beneficiará 5.200 alunos matriculados entre o 2º e 5º ano do ensino fundamental até dezembro de 2023. A expectativa do projeto é de, também, diminuir as lacunas de aprendizagem deixadas pelas medidas de isolamento social e o ensino remoto durante a pandemia da Covid-19


 


“A EMS sabe que a população menos favorecida foi a mais impactada pela pandemia e está empenhada em trazer os alunos de volta às escolas, ampliando o acesso à educação pública de qualidade. Os professores são fundamentais neste processo e nada mais justo do que valorizarmos estes profissionais. Estamos orgulhosos com mais esta parceria dentro de um histórico de 16 anos como apoiadores do IQE”, destaca a  gerente de Marketing Institucional da EMS, Josemara Tsuruoka.



O que é o Qualiescola? 


 


O Qualiescola segue a nova Base Nacional Curricular Comum (BNCC) e o que preconiza as Diretrizes Nacionais Curriculares para Educação Infantil (DNCEI). O programa se concentrará na formação de professores de língua portuguesa e matemática e no apoio aos alunos prejudicados pelo distanciamento das atividades nos anos letivos anteriores devido à Covid-19 e que sentem dificuldade no aprendizado. 


 


Os novos formadores receberão capacitação presencial – com oficinas de 32 horas cada, divididas em quatro módulos por ano – e acompanhamento on-line do plantão pedagógico. Haverá ainda um monitoramento virtual, por meio de protocolos e feedback, da formação continuada de professores que já estão em serviço.


 


Os investimentos no Qualiescola também serão destinados à formação presencial da equipe gestora e de coordenadores de escolas, para aprofundar estratégias pedagógicas de ensino. Por fim, também contemplará a avaliação diagnóstica de aprendizagem dos alunos, com quatro processos avaliativos para o conhecimento deste grupo ao longo do programa.


 


De acordo com o IQE, o projeto ajudará a consolidar a alfabetização de crianças na idade certa, e garantirá que o aluno cumpra 200 dias letivos e um mínimo de 800 horas de aula no ano. Além disso, pretende levar o município a alcançar a nota 6 pelo IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB. O índice varia de 0 a 10.


 


“O IQE desenvolverá o Programa nas escolas com prioridade nas ações relativas ao direito à alfabetização que, infelizmente, piorou de maneira substancial nos anos de pandemia. Mais do que antes, é preciso toda uma aldeia para cuidar da educação das crianças e jovens”, pontua Iran de Fátima Freitas, diretora de Execução do Instituto.

Veja também

About Folha de Pernambuco

Veja também

ramal-curado/cajueiro-seco-do-metro-volta-a-funcionar-apos-falha-mecanica-em-vlt

Ramal Curado/Cajueiro Seco do metrô volta a funcionar após falha mecânica em VLT

Após falha mecânica em Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que gerou transtornos e demora na Linha Diesel …

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: