Prefeitura do Recife divulga programação para o mês da Consciência Negra

prefeitura-do-recife-divulga-programacao-para-o-mes-da-consciencia-negra

Atividades de enfrentamento ao racismo ocorrem ao longo do mês de novembro

A Prefeitura da Cidade do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas (SDSDHJPD), divulgou a programação para o mês de novembro com diversas atividades importantes para o enfrentamento ao racismo, destacando o 20 de novembro, Dia da Consciência Negra no Brasil. As atividades foram articuladas pela Gerência de Igualdade Racial e serão executadas pelas demais secretarias que compõem a Prefeitura do Recife.

A programação deste ano, que começou na última segunda-feira, dia 1º de novembro, com o Hasteamento dos Ojás, no Marco Zero, demarcou o roteiro da Caminhada de Terreiro. Ao longo do mês, outras atividades estarão conectadas em alusão à data como Rodas de Conversa com agentes comunitários de saúde sobre Racismo Institucional na Saúde; ações no combate à violência contra Mulher; oficinas de integração no que tange a importância do quesito raça/cor para a efetivação das políticas públicas; a Exposição “Agosto de Jurema”; e ainda o Festival da Juventude do Recife.  

As ações acontecem no sentido de fortalecer o trabalho de enfrentamento ao racismo institucional, reforçando a necessidade de estabelecer o diálogo municipal com a sociedade civil e promover intervenções para o controle social. A Prefeitura do Recife tem atuado com o objetivo de reduzir as desigualdades através de ações e equipamentos como a Política de Saúde Integral da População Negra, coordenada pela Secretaria de Saúde; o Grupo de Trabalho em Educação das Relações Étnico-Raciais (GTERÊ), de responsabilidade da Secretaria de Educação; o Grupo de Trabalho Juventude Negra, vinculado à SDSDHJPD; o Grupo de Trabalho de Raça da Guarda Municipal, ligado à Secretaria de Segurança Cidadã; o Núcleo da Cultura Afro Brasileira, da Fundação de Cultura da Cidade do Recife e o Núcleo de Gênero e Raça, ligado à Secretaria da Mulher.

De acordo com Girlana Diniz, Gerente de Igualdade Racial da SDSDHJPD, há uma necessidade de refletir sobre a influência da população negra na construção histórica do país e sobre as garantias de direitos desta população. Girlana destaca que, em função da pandemia da Covid 19, as desigualdades foram mais visibilizadas nas várias instâncias. “Neste ano, o objetivo é intensificar as ações de enfrentamento ao racismo, com destaque para o público interno da Prefeitura do Recife, incluindo servidores, prestadores de serviços, estagiários e demais pessoas que circulam na sede, promovendo o combate ao racismo institucional em suas diversas especificidades”, explicou.

Veja a programação completa aqui.

Sobre o Dia da Consciência Negra:

No dia 20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra no Brasil, data em que o Zumbi dos Palmares, Líder do Quilombo dos Palmares, foi morto. Zumbi simboliza a luta contra a escravidão que sofria a população negra no Brasil, e foi morto numa emboscada, no ano de 1695, enquanto defendia o Quilombo, localizado na Serra da Barriga, antes pertencente ao Estado de Pernambuco.

Zumbi dos Palmares é uma das referências na luta pela libertação do povo negro e no enfrentamento ao racismo. A data de sua morte tem como objetivo refletir sobre a influência da população negra na construção sócio-histórica do país e sobre as garantias de direitos desta população. Busca também dar visibilidade as formas de enfrentamento ao racismo, afim de diminuir o aumento  de casos de discriminação racial no país. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), as pessoas que se declaram pretas e pardas, representam 56,10%. Dos 209,2 milhões de habitantes do país, 19,2 milhões se assumem como pretos, enquanto 89,7 milhões se declaram pardos. Ainda, segundo o IBGE 2010, em Pernambuco, aproximadamente, 66% da população é negra.