joao-campos-assume-coordenacao-e-sera-cabo-eleitoral-de-danilo-no-recife

João Campos assume coordenação e será cabo-eleitoral de Danilo no Recife

Eleito prefeito do Recife com 447.913 votos em 2020, o prefeito do Recife, João Campos (PSB), vai desempenhar um papel estratégico na campanha do pré-candidato ao Governo do Estado, Danilo Cabral (PSB). O socialista assumirá a coordenação da campanha da Frente Popular em toda a Região Metropolitana do Recife e cumprirá uma série de agendas ao lado do postulante. Ontem, Danilo e João estiveram juntos na entrega de títulos de propriedade no Habitacional Naná Vasconcelos, na Linha do Tiro. O postulante teve um destaque especial no ato, fazendo a entrega dos documentos fundiários aos moradores. A pauta é uma das mais representativas para o PSB e foi bandeira do partido desde os mandatos dos ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos. Contudo, o start na pré-campanha está programado para o próximo domingo, quando o gestor municipal e o parlamentar vão cumprir agenda no Mercado de Casa Amarela, em um dos maiores colégios eleitorais da Capital. O bairro também é conhecido pela histórica ligação com o Partido dos Trabalhadores, que está alinhado com a campanha da Frente Popular. Filho de Eduardo Campos e neto de Miguel Arraes, a presença de João Campos cumpre um papel estratégico. Além de trazer a referência aos principais líderes do partido, João Campos foi o contraponto da pré-candidata ao Governo do Estado, Marília Arraes (SD), na disputa pela Prefeitura do Recife em 2020, saindo vencedor na disputa. Além de João Campos na Região Metropolitana, o pré-candidato a deputado estadual Pedro Campos (PSB) também aparece constantemente ao lado de Danilo pelo interior, reforçando a presença da agremiação socialista na campanha majoritária. 

Sem abandonar o vermelho


A entrega do título de cidadã de Olinda à pré-candidata ao Governo Marília Arraes (SD) deixou claro que a saída da legisladora do PT não tirou os símbolos do partido da sua pré- campanha. O vermelho estava presente na sua militância e no boneco de Olinda da legisladora, que usava uma roupa vermelha e uma estrela. Durante o ato, ela ainda recebeu um chapéu e uma toalha com referências ao ex-presidente Lula.

PALANQUE > O prefeito de Paulista, Yves Ribeiro (MDB), rebateu as críticas de aliados da Frente Popular que acusam Marília Arraes de usar a imagem de Lula indevidamente: “Eu aprendi com Miguel Arraes que, quando o povo divide os palanques, o povo une e a maior unidade de força popular em Pernambuco é Lula e Marília”, apostou. 

Aliado > Autor da proposta de entrega do título de cidadã olindense para Marília Arraes, o vereador do município Ricardo Sousa é filiado ao União Brasil, mas não vai apoiar o pré-candidato da sigla, o ex-prefeito Miguel Coelho. “O partido sabe que estou com Marília”, adiantou.

Minirreforma > Com a expectativa do anúncio de dissidências da Frente Popular para a campanha de Marília Arraes na próxima semana, aliados esperam uma nova minirreforma administrativa no Palácio das Princesas para ocupar os espaços dos partidos que deixam a base.

Veja também

Publicidade Legal – 13 de Maio de 2022 – Editais e balanços

Fonte: Folha PE
Autor: Renata Bezerra de Melo

About

Veja também

dal-pozzo-reconhece-necessidade-de-melhorar-desempenho-ofensivo

Dal Pozzo reconhece necessidade de melhorar desempenho ofensivo

Defesa consolidada, ataque irregular. Clube que menos sofreu gols na Série B do Campeonato Brasileiro, …

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: