inss-retoma-atendimento-presencial-a-partir-desta-segunda-feira-(23)-no-recife

INSS retoma atendimento presencial a partir desta segunda-feira (23) no Recife

Os atendimentos presenciais dos serviços de perícia médica do INSS voltam a acontecer em todo o Brasil, nesta segunda-feira (23), após o fim da greve dos peritos, que durou mais de 50 dias. Na agência Corredor do Bispo, localizada no bairro da Boa Vista, no Recife, a movimentação estava tranquila durante a manhã, mas as pessoas atendidas relataram pouca tolerância com horários.

“Eu, particularmente, fui atendida rápido porque estou gestante, mas tiveram casos de pessoas que chegaram dois minutos atrasados, que chegaram no horário que estava marcado e não passaram nem da porta. Se tem os 15 minutos de tolerancia, é coerente que a pessoa entre e seja atendido, mas houveram casos de quem não foi atendido”, contou uma trabalhadora de telemarketing de 25 anos que não quis se identificar. 

Ainda segundo ela, a falta de tolerância causou um pequeno tumulto: “Um senhor chegou e disse que morava longe, e ele disse que o atendimento estava marcado para às 9h, ele chegou de 9h e não foi atendido. O rapaz disse que ele teria que ligar para re-agendar no 135 e ele teve que voltar por conta desse motivo. Mesmo saindo cedo de casa, como ele mesmo justificou”.

Ao realizar a marcação através do número 135, os presentes afirmaram que é explicado sobre a existência da tolerância de 15 minutos de atraso, o que não estava sendo cumprido.

Mesmo com a atribulação, outras pessoas que vieram realizar exames de perícia no INSS e chegaram antes do horário afirmaram terem sido bem atendidas. “Eu agendei e vim aqui hoje, fui atendido tudo certinho e agora é aguardar. Fiquei satisfeito”, falou José da Silva, de 54 anos.

Na agência do INSS localizada na avenida Mário de Melo, no Recife, a movimentação foi tranquila e ordenada nesta segunda-feira (23). De acordo com a população atendida, os funcionários tratam todos com respeito e os serviços são realizados com eficiência. 

A aposentada de 62 anos, Elizabeth Parnaíba, se disse aliviada em poder realizar seu atendimento. “Eu sou cadeirante, vivo em cima de uma cama e estou tranquila. A gente fica ansiosa, mas tem que ter tranquilidade, a greve atrasou, mas chegou. Fico aliviada e vou receber a vitória”. 

Veja também



About Folha de Pernambuco

Veja também

roberta-soares-na-final-do-premio-urbana-de-jornalismo

Roberta Soares na final do Prêmio Urbana de Jornalismo

O Podcast RotaViva é um dos finalistas da 18ª edição do Prêmio Urbana de Jornalismo, …

%d blogueiros gostam disto: