Financiar o Bolsa Brasil com os precatórios fere de morte o direito dos injustiçados

financiar-o-bolsa-brasil-com-os-precatorios-fere-de-morte-o-direito-dos-injusticados

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Desde que o Governo sacie a fome dos necessitados sem fabricar a miséria de outros pobres (os funcionários públicos, por exemplo, em sua maioria) nada se opõe a que se redistribuam as riquezas no Brasil, desconcentrando-as no tocante ao privilégio dos seus poucos acumuladores.

Que se reduza a verba dos partidos políticos à metade, dois bilhões e meio já seria de bom tamanho. Que se reduza a um terço o número de parlamentares da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, com isso desemperrando as decisões políticas, tornando-as rápidas e transparentes quando colegiadas, como no caso dos referendos, da elaboração de leis, da aprovação de projetos e recusa de vetos.

Que se reduza a verba dos partidos políticos à metade, dois bilhões e meio já seria de bom tamanho”

Atualmente sobram parlamentares e o anonimato da sua multidão, torna-os invisíveis até nas votações mais sérias, acoberta-lhes as negociatas, a compra e venda dos interesses da pátria. Sem falar no enorme dispêndio dos cofres públicos com esses representantes dos eleitores, e seus penduricalhos, entre os quais o excesso de cargos comissionados, acompanhados dos funcionários fantasmas que desconhecem até o caminho das repartições públicas onde deveriam trabalhar, a Petrobrás, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, os Correios, por exemplo.

Essa redução dos excedentes de representantes do povo, pagos pelo erário público, seria boa economia para investir na redução da fome e da pobreza extrema, em substituição ao calote vergonhoso dos precatórios, que frustra a justiça, já frustrante por sua morosidade, anos e anos de espera pela sua resolução dos conflitos gerados pelo Estado no descumprimento de suas obrigações.

Que se poupem os precatórios, recursos outros não faltam para substituí-los na justa providencia de assistir aos desamparados.

José de Siqueira Silva é Coronel da reserva da PMPE

Mestre em Direito pela UFPE e Professor de Direito Penal

da FOCCA

Contato: jsiqueirajr@yahoo.com.br

Instagram: @j_siqueiras

Facebook: www.facebook.com



10/11/2021 às 12:02

Check Also



Homenagem a Marília Mendonça

Morreu Marília Mendonça, numa tarde clara e cheia de luz como lhe convinha ao desencarne. …