em-conferencia-municipal-de-ciencia,-tecnologia-e-inovacao,-prefeitura-do-recife-anuncia-que-o-app-acelere-agora-faz-parte-do-conecta-recife

Em Conferência Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Prefeitura do Recife anuncia que o app Acelere agora faz parte do Conecta Recife

O encontro, que foi realizado nesta segunda-feira (15), das 8h às 18h, no Compaz Dom Helder Câmara, estimulou a participação popular na formulação de políticas públicas. (Foto: Edson Holanda/PCR)

Um dia inteiro para discutir ações com foco na periferia e centro da cidade. A Conferência Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) do Recife discutiu a participação social, com o objetivo de simplificar, ampliar e  fortalecer o debate sobre CT&I para as favelas e comunidades do Recife, estimulando a inclusão popular efetiva na formulação de políticas públicas. O encontro foi realizado nesta segunda (15/04), no Compaz Dom Hélder Câmara, no bairro de Joana Bezerra, de manhã e à tarde, com a participação da Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, e do prefeito do Recife, João Campos. Na ocasião, o gestor municipal explicou que o Conecta Recife fechou uma parceria com o Acelere no Enem, uma plataforma digital de estudos para o exame que é 100% gratuita e que, em três anos, já somou mais de 1,6 milhão de usuários.

“A gente recebe a Conferência Municipal de Ciência e Tecnologia com um tema muito importante, da periferia ao centro. O Brasil, depois de 14 anos, passa a ter uma Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia e espaços como esse são fundamentais para preparar a nossa cidade para a Conferência Nacional, então estão aqui reunidas as ideias, os conceitos, as provocações para que a gente leve a nível nacional aquilo que representa o Recife. E que a gente possa estruturar políticas públicas em diversos níveis que fortaleçam a Ciência e Tecnologia e para fazer isso é fundamental escutar e acompanhar a participação das pessoas como aqui está sendo feito”, declarou João Campos.

Com o tema “Desenvolvimento Social – Política Públicas de CT&I da Periferia ao Centro do Recife”, o foco é reunir moradores das comunidades periféricas da cidade, gestores públicos, academia, empresas, representantes de organizações sociais e demais indivíduos interessados para entender as demandas de vários setores da sociedade e o uso de tecnologia para solucionar desafios do município, através da criação de projetos que viabilizem uma construção social, tornando o Recife uma cidade mais tecnológica e democrática.

“A Conferência Municipal da Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife faz parte da etapa municipal de uma conferência nacional que vai se encerrar em junho em Brasília. Há 14 anos não existia conferência de Ciência e Tecnologia. Essa é uma decisão do presidente Lula, conceitual, que considera que a política pública no Brasil tem que haver participação popular, tem que haver a elaboração conjunta, que é a maneira correta de você governar, até porque não vai ser um governo sozinho que vai encontrar a Estratégia Nacional de Ciência e Tecnologia, o plano de ação da própria pasta”, explicou a Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação Luciana Santos. “Isso para nós é muito caro, essa troca de experiências com todo o ecossistema, com a comunidade acadêmica, científica, com empresas, com o poder público municipal, estadual, então a conferência é isso, é essa troca de ideias para a gente construir a nossa estratégia nacional e um plano de ação para a política de ciência e tecnologia tão necessária no país. Vivemos estes tempos de negacionismo e temos que virar a página”, acrescentou. 

“A conferência é um grande passo na busca por soluções ainda mais inovadoras e democráticas para a nossa cidade. As soluções são construídas quando a gente escuta a população. E é isso que estamos fazendo: ouvindo as demandas de quem está na ponta para dialogar com gestores e outros representantes do poder público. Tudo começa na periferia e elas são parte da solução para os desafios do Recife.” afirmou Rafael Figueiredo, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife. A solenidade foi um aquecimento para a conferência nacional que acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de junho, em Brasília (DF).

Nos painéis, os debates se misturaram entre gestores públicos, privados e representantes de organizações sociais que têm trabalhos de fortalecimento das comunidades. Do lado da periferia, nomes como: Luana Maria (Pajubá Tech); Tereza Oliveira (CEO da Café&Tech); Débora Paixão (Vice-Presidente do Fruto de Favela); Keven William (Estudante do Embarque Digital e Representante da Comunidade IV). Já representando o setor privado: Thiago Suruagy (SEBRAE) e Beatriz Oliveira (AMM/DiferenTI) compõem as mesas de palestras. 

A Conferência da capital pernambucana contou com o apoio direto do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil (MCTI), e com a coordenação geral da secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife (SECTI), além da colaboração da Secretaria Executiva de Transformação Digital (SETD), Empresa Municipal de Informática (Emprel) e Compaz. 

ACELERE NO ENEM – O Conecta Recife agora vai ajudar os estudantes a melhorarem o desempenho no Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio. O Acelere no Enem, plataforma de estudos para o Enem que já somou mais de 1,6 milhão de usuários, está agora dentro do Conecta Recife.

“O Conecta Recife está mudando a forma como a Prefeitura oferece serviços públicos digitais para o cidadão. São mais de 600 serviços já listados que vão de marcação de consultas de saúde, oferta de emprego, crédito para pequenos empresários, matrícula nas escolas e creches municipais, agendamento nas Academias Recife e até adoção de pets. E hoje a gente traz mais um grande serviço. Fechamos uma parceria com o Acelere no Enem, uma plataforma digital de estudos para o exame que é 100% gratuita e que, em três anos, já atingiu mais de 1,6 milhão de usuários. Só no ano passado, 507 mil pessoas participaram”, detalhou João Campos.

A plataforma está dentro do App Conecta Recife. Basta acessar os destaques do Conecta no buscador, digitando: Acelere no Enem.

COLABORAÇÃO – A gestão municipal tem apostado num modelo de integração da população na tomada de decisões, com o objetivo de democratizar o acesso aos serviços públicos e ofertar soluções de qualidade para os cidadãos. Um exemplo disso são as votações que a prefeitura promove para que as pessoas possam escolher os equipamentos a serem instalados nas áreas de lazer da cidade; além de possibilitar a escolha de bandas e artistas para se apresentarem nos principais eventos culturais da cidade, como Carnaval e São João.

SPC – Simplificar, Promover e Cuidar: esse é o lema da equipe de transformação digital do executivo municipal que olha para o futuro pensando no presente, usando das inúmeras possibilidades que o mundo da tecnologia oferece para facilitar o acesso da população aos serviços públicos. O Whatsapp, a Inteligência Artificial (IA) e o uso de outras ferramentas nos serviços municipais, têm possibilitado uma comunicação mais direta com o recifense e facilitado a realização da população nas demandas do seu interesse.

About Redação

Veja também

prefeitura-do-recife-avanca-com-obra-de-contencao-de-encosta-na-cohab

Prefeitura do Recife avança com obra de contenção de encosta na Cohab

A Prefeitura do Recife está realizando mais uma obra de contenção de encosta no bairro …