conselho-municipal-de-assistencia-social-do-recife-elabora-planejamento-do-bienio-2024/2025

Conselho Municipal de Assistência Social do Recife elabora planejamento do Biênio 2024/2025

Em dois dias de construção coletiva, os conselheiros debateram os avanços que esperam realizar com CMAS em 2024 e 2025. (Foto: Wagner Ramos/PCR)

Com participação dos conselheiros governamentais e da sociedade civil, o Conselho Municipal de Assistência Social do Recife (CMAS) realizou o Planejamento do Biênio 2024/2025. Foram dois dias de trabalhos, terça-feira (9) e quarta-feira (10), dedicados à construção coletiva do planejamento  através de oficinas realizadas na LBV, no bairro Coelhos. Entre os objetivos e propostas, debatidas pelos membros da equipe, estão a criação de um plano de comunicação para o Conselho, a organização das normativas e resoluções do CMAS Recife para divulgação das deliberações dos seus 30 anos de existência e a atualização do regimento interno.

O presidente do CMAS, Fagner Valência de Siqueira, resumiu o trabalho desses dois dias. “O planejamento é um guia das atividades que a gente vai realizar, neste ano e no próximo também. Há uma série de eixos de atuação que a gente está debatendo. Nos separamos em grupos para sistematizar as propostas, ideias, conceitos atualizados sobre planejamento e gestão”, comentou ele. “Tratamos de como avaliar indicadores, ações, como a gente pensa nos recursos. E assim direcionar o trabalho. O Conselho vem de uma normativa nacional. No Brasil todo, os conselhos municipais, seguem um padrão que é dividido: metade governo, metade sociedade civil, que é composta pelas entidades, trabalhadores e usuários da política”, explicou ainda. 

Já a vice-presidente do Conselho, Laura Pinheiro, que é assistente social e servidora da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas, acredita que as oficinas contribuíram para um olhar macro, e não apenas do operacional do Conselho. “O Conselho também é um espaço educativo, formativo. A gente precisa estar fortalecendo esse Conselho, principalmente representantes da sociedade civil e governamentais, de outras políticas públicas, para entender o que é o papel desse Conselho, porque a gente é um órgão fiscalizador, um órgão de controle social, a gente tem que estimular a participação social. E ter um planejamento é muito importante para que a gente consiga atingir nossos objetivos e aferir os nossos resultados”, disse ela.

De acordo com o facilitador das oficinas, José Felipe Pereira, os conselheiros adquiriram conhecimentos sobre modelos de gestão durante o processo. “O grupo conheceu o teorema de Shikawa, também conhecido como Diagrama de espinha de peixe, conheceu também o princípio de Pareto, regra 80/20, e viram ações direcionadas à solução de problemas, como teorema de Guti, para a gente identificar a urgência, o impacto e a periodicidade dessas ações. E a partir dessas ferramentas o grupo coloca a mão na massa e elabora o planejamento”, explicou ele. 

CMAS – O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) é um órgão responsável pelas formulações, controle, acompanhamento e fiscalização da Política Municipal de Assistência Social, no intuito de garantir a predominância do atendimento por entidades públicas na qualidade de direito social. Criado em 22 de outubro de 1992, pela Portaria nº 15.706, o Conselho Municipal de Assistência Social tem como objetivo a participação direta e democrática da sociedade na normatização da política e ações de assistência social pública no âmbito da Municipalidade. A função deste órgão é implantar a política social na comunidade.

About Redação

Veja também

prefeitura-do-recife-avanca-com-obra-de-contencao-de-encosta-na-cohab

Prefeitura do Recife avança com obra de contenção de encosta na Cohab

A Prefeitura do Recife está realizando mais uma obra de contenção de encosta no bairro …