Aulão prepara alunos da rede municipal de ensino para avaliações

aulao-prepara-alunos-da-rede-municipal-de-ensino-para-avaliacoes

Aulão prepara alunos da rede municipal de ensino para avaliações

Aulão prepara alunos da rede municipal de ensino para avaliações

Publicado em: segunda-feira, novembro 8th, 2021

Mais de dois mil alunos de 28 escolas da rede municipal de ensino participam, até a próxima sexta-feira (12/11), do Aulão em Rede, promovido pela Secretaria de Educação da Prefeitura da Vitória de Santo Antão. A iniciativa é inédita em Vitória e visa, mesmo diante da pandemia da Covid-19, trazer melhores resultados nos indicadores de desempenho.

“Essa é uma das ações realizadas pela SEDUC visando a preparação dos alunos para a avaliação do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que ocorre entre 17 a 26 de novembro, além do Sistema de Avaliação da Educação Básica de Pernambuco (SAEPE). Com o aulão, os discentes podem exercitar, fora do ambiente de sala de aula, com momentos de descontração, atividades para a realização da prova”, destacou o secretário de Educação, Carmelo Souza.

As aulas, que estão ocorrem nas salas do Grupo Cine, no Vitória Park Shopping, é voltada para alunos do 5º e 9º ano da rede municipal de ensino. O prefeito Paulo Roberto, o vice-prefeito, professor Edmo Neves, participaram da abertura da jornada nesta segunda-feira.

Na ocasião os gestores destacaram a importância dessas avaliações para as quais eles estão sendo preparados. “Com certeza nossos alunos vão dar essa contribuição para o município da Vitória. A participação de cada um é importante para que nós possamos melhorar os nossos índices e com isso conseguir atrair investimentos e melhorias para nossas escolas”, concluiu professor Edmo Neves, vice-prefeito.

Com o resultado, por exemplo, poderá ser conferido o grau de domínio dos estudantes nas habilidades e competências consideradas essenciais, por isso, é importante o comparecimento de todos. “Os estudantes já tem a responsabilidade e condição de fazer melhor para as outras gerações, pois são com esses resultados que podemos monitorar o ensino e promover novas políticas públicas”, destacou Paulo Roberto.