Prefeitura da Vitória discute, na Câmara de Vereadores, operação de crédito de R$ 60 mi para investir em infraestrutura e saneamento

prefeitura-da-vitoria-discute,-na-camara-de-vereadores,-operacao-de-credito-de-r$-60-mi-para-investir-em-infraestrutura-e-saneamento

Prefeitura da Vitória discute, na Câmara de Vereadores, operação de crédito de R$ 60 mi para investir em infraestrutura e saneamento

Prefeitura da Vitória discute, na Câmara de Vereadores, operação de crédito de R$ 60 mi para investir em infraestrutura e saneamento

Publicado em: segunda-feira, novembro 8th, 2021

Nesta segunda-feira (08/11), a Prefeitura da Vitória de Santo Antão levou para debate na Câmara de Vereadores uma operação de crédito com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 60 milhões, para investir em infraestrutura e saneamento básico no município. Os recursos são oriundos do programa de Financiamento de Infraestrutura e Saneamento (Finisa).


A audiência teve o objetivo de explicar aos vereadores, que precisam autorizar a operação, como funciona o financiamento. Em sua fala, o superintendente-executivo da Caixa, Marco Aurélio, destacou que para receber o crédito o município precisa estar com as contas em dia, e que Vitória de Santo Antão foi uma das sete cidades do Estado que obtiveram essa condição. “Dos 184 municípios de Pernambuco, Vitória se enquadrou dentre outros grandes centros, como Caruaru e Petrolina”, explicou Marco Aurélio. A cidade, inclusive, tem aprovação para tirar um empréstimo no valor de até R$ 200 milhões.


Esta é a primeira vez que Vitória tem acesso ao recurso, que poderá ser utilizado para realizar obras estruturantes no município, investir em saneamento básico, pavimentação e iluminação pública. “Esse recurso será destinado a obras que foram apresentadas no nosso plano de governo, ainda na eleição. Mas fizemos questão de trazer o assunto para debate aqui no legislativo, porque queremos uma gestão participativa. Inclusive, já tínhamos convidado os vereadores para uma discussão prévia na semana passada, em nosso gabinete na Prefeitura. Assim, entendemos que não existe isso de governo e oposição, quando estão em pauta temas como esse, que vão trazer tanto desenvolvimento para nossa cidade, todos temos que estar do mesmo lado”, pontuou o prefeito Paulo Roberto.


Para ter acesso ao crédito, a gestão vem realizando, desde o início do mandato, esforços para colocar as contas do município em dia, e a possibilidade do crédito demonstra que o trabalho está colhendo frutos.

O vice-prefeito Edmo Neves destacou a importância do aporte financeiro. “A nossa preocupação é viabilizar uma cidade que possa se desenvolver, e o financiamento do Finisa acelerará esse processo”, disse.


Também presente na audiência, que teve transmissão online para toda a população vitoriense, o deputado Joaquim Lira falou sobre como as futuras intervenções podem colaborar, inclusive, com a geração de renda. “As obras vão gerar empregos para os vitorienses, que terão seu poder de consumo ampliado, o que ajudará a movimentar também o comércio local”, avaliou.


Depois da apresentação prévia na Casa Diogo de Braga, o executivo formatará o projeto definitivo e o apresentará para análise dos vereadores, em breve. Se aprovado, a Prefeitura poderá realizar duas retiradas no valor de R$ 30 milhões, cada. O crédito tem um prazo de 10 anos para ser quitado.