recife-adere-ao-compromisso-de-malmo-por-justica-climatica

Recife adere ao Compromisso de Malmö por justiça climática

Vice-prefeita Isabella de Roldão assinou nesta quinta-feira (12), na Suécia, acordo para fortalecer as políticas públicas de desenvolvimento urbano sustentável com foco no enfrentamento à desigualdade social. Compromisso foi firmado junto a outras quatro cidades da América do Sul durante o Congresso Mundial do ICLEI 

MALMÖ (SUÉCIA) – Recife aderiu oficialmente nesta quinta-feira (12) ao Compromisso de Malmö, que prevê o fortalecimento de políticas públicas de desenvolvimento urbano sustentável com foco na equidade social em cidades de todo o mundo. A vice-prefeita Isabella de Roldão assinou o documento durante o lançamento da iniciativa no Congresso Mundial do ICLEI, ao lado do presidente do ICLEI América do Sul, Geraldo Julio, e da prefeita de Malmö, Katrin Stjernfeldt Jammeh. Além do Recife,  outras quatro cidades da região também se tornaram signatárias do acordo: Porto Alegre, Manizales (Colômbia), Área Metropolitana del Valle de Aburrá (Colômbia) e Santa Fé (Argentina). 

“Foi uma honra participar deste momento histórico, representando nossa cidade. Agradeço ao prefeito João Campos pela confiança. Recife avança na sua transição verde, para se tornar um hub de sustentabilidade, unindo-se a outros municípios com propósitos comuns de trocas de conhecimento e criação de parcerias técnicas e socioeconômicas para enfrentar a crise climática de forma centrada nas pessoas. O Compromisso de Malmö se soma a outros, como a Carta de Edimburgo pela conservação da biodiversidade, que assinamos no ano passado durante a COP 26, e o Race to Zero, que prevê zerar a emissão de gases do efeito estufa até 2050”, pontua Isabella de Roldão.  

O Compromisso de Malmö é articulado pelo ICLEI Governos Locais pela Sustentabilidade, rede global com mais de 2,5 mil cidades e Estados, que o Recife integra desde 2013. Entre as metas previstas no documento, estão o desenvolvimento com baixa emissão de carbono, circular, resiliente, através de soluções baseadas na natureza e centrado nas pessoas. 

As crises do clima e da natureza afetaram profundamente os componentes sociais. Sem reconhecer e abordar ativamente essa questão, corremos o risco de exacerbar ainda mais as desigualdades existentes nas comunidades. Por isso, o Compromisso de Malmö posiciona os governos locais e regionais no centro da resposta global aos desafios atuais. O desenvolvimento sustentável é o único caminho viável no mundo de hoje”, afirma o chefe de Eventos Globais e Gestão do Conhecimento da Secretaria Mundial do ICLEI, Joseph Wladkowski.  

Com a adesão ao acordo, Recife passa a contar com novos mecanismos, ferramentas, recursos e boas práticas de apoio ao planejamento e implementação de políticas sustentáveis. 

“Já estamos trabalhando continuamente para enfrentar os efeitos das mudanças climáticas de forma sustentável, justa e inclusiva. Projetos como o do Parque Capibaribe, que vai reconectar a população da cidade às suas águas, e o Mais Vida nos Morros, que envolve os moradores das comunidades na transformação urbana resiliente, são exemplos concretos dessa responsabilidade com o meio ambiente e a promoção da equidade social”, destaca Isabella de Roldão.

Os progressos feitos pelos governos locais signatários do Compromisso de Malmö serão apresentados durante o próximo Congresso Mundial do ICLEI, em 2024, e posteriormente, em 2025 e 2030.

About Redação

Veja também

populacao-em-situacao-de-rua-participa-de-exposicao-e-lancamento-de-cartilha-no-teatro-apolo

População em situação de rua participa de exposição e lançamento de cartilha no Teatro Apolo

Evento, que aconteceu nesta terça-feira (17), foi o fechamento de oficinas de Formação Política e …

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: