prefeitura-do-recife-entrega-primeira-fase-do-parque-da-tamarineira

Prefeitura do Recife entrega primeira fase do Parque da Tamarineira

Projeto foi adaptado a partir do concurso público realizado em 2011. (Foto: Edson Holanda)

Trecho beneficiado mede 23,5 mil m² e equivale à frente do terreno. Projeto foi adaptado a partir do concurso público realizado em 2011 e inclui praças internas, quadra poliesportiva, academia para a terceira idade, pista de cooper, playground infantil e banheiros

A Prefeitura do Recife entregou, nesta sexta-feira (5), a primeira etapa concluída do Parque da Tamarineira, uma nova área verde destinada ao lazer, prática de esportes, descanso e contemplação. Este trecho do parque mede 23,5 mil m² e equivale à parte da frente do terreno, com acesso de pedestres pela Avenida Rosa e Silva, não impactando nos serviços de saúde que funcionam no local. A intervenção foi executada pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb). O investimento foi de R$ 7,5 milhões.

“Hoje é um dia muito especial, onde a gente entrega um sonho de muitos anos do Recife, que é o parque urbano da Tamarineira. Esse espaço, que foi um compromisso em 2020, está entregue. É uma primeira etapa que já nasce grande, quase 20 mil m²,  consolidando um espaço público de qualidade. Em relação ao Hospital, não haverá nenhum tipo de problema, tudo haverá de ser conversado, combinado e pensando  no cuidado de quem mais precisa”, explicou João Campos.

O projeto propôs a criação de um grande passeio central que se estende da Avenida Rosa e Silva até o conjunto principal de edificações históricas, onde funciona o Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambucano. O traçado arquitetônico e o paisagismo valorizam tanto a história e a arquitetura dos bens tombados quanto a paisagem natural do antigo Sítio da Tamarineira – espaço que, ao longo das décadas, tornou-se um oásis verde no coração de uma das áreas mais adensadas da Zona Norte da cidade do Recife.

Morador do bairro da Tamarineira, Fernando Sanchez, 36 anos, esteve presente com sua família na inauguração do novo parque. “Achei muito legal essa inauguração. Era uma área que não estava sendo utilizada e nós moradores aqui da Tamarineira teremos um novo parque, um espaço público para aproveitar com a família”, disse Fernando. 

Ao longo do passeio central do Parque, o visitante encontra três grandes praças: a Praça da Fonte, com 16 fontes interativas acompanhadas de luz e som; a Praça Brincante, destinada ao público infantil, e a Praça Ulysses Pernambucano, espaço que abriga bancos históricos e um busto do renomado psiquiatra recifense, o qual esteve à frente do Hospital da Tamarineira duas vezes, nas décadas 1920 e 1930. As duas primeiras praças são rodeadas por labirintos de vegetação arbustiva, uma alusão lúdica aos caminhos da mente.

Além das três Praças, o Parque da Tamarineira possui equipamentos para diferentes faixas etárias: setor esportivo com quadra poliesportiva, plataforma de exercícios físicos e academia para a terceira idade; pista de Cooper com extensão de 600m; banheiros completos e, sobretudo, extensas superfícies gramadas para contemplação, convívio, brincadeiras e picnics. Logo na entrada do Parque, a portaria (construída em 1925, durante a gestão de Ulysses Pernambucano) e o antigo pórtico de entrada do Hospital Psiquiátrico, ambos tombados, foram restaurados e tiveram suas cores originais retomadas. Vale destacar que todos os espaços do Parque são acessíveis a pessoas com deficiência.

O Parque adotou elementos de sustentabilidade urbana, como os jardins de chuva, que utilizam uma técnica de compensação sustentável para drenagem com o propósito de retenção de águas pluviais e redução do escoamento superficial. Quanto à arborização, foram plantadas 130 novas árvores de 15 espécies, sendo 13 delas nativas.

O Parque da Tamarineira funcionará de forma complementar às áreas verdes já existentes na cidade, ajudando a desafogar o Parque da Jaqueira. A intervenção beneficia a população de bairros e comunidades da Zona Norte, como Água Fria, Mangabeira, Arruda, Alto José do Pinho e Casa Amarela. Os serviços de saúde que funcionam no terreno (hospitais Psiquiátrico Ulysses Pernambucano, Pediátrico Helena Moura e o Centro de Prevenção, Tratamento e Reabilitação de Alcoolismo-CPTRA) continuam à disposição da população e terão acessos independentes das atividades do Parque.

TERRENO – O terreno do antigo Sítio da Tamarineira mede 105 mil m2 e passou a pertencer ao Município com a sanção da Lei Municipal 19.130/2023, que autorizou a permuta do imóvel, junto à Santa Casa de Misericórdia, por seis lotes situados no Pina. O projeto vencedor do concurso realizado pela Prefeitura do Recife em 2011 foi adaptado e atualizado para se adequar às leis ambientais atuais, incluindo o novo Plano Diretor da cidade, e às novas normas de acessibilidade.

About Redação

Veja também

prefeitura-do-recife-lanca-edital-do-primeiro-concurso-publico-do-brasil-para-secretaria-da-mulher

Prefeitura do Recife lança edital do primeiro concurso público do Brasil para Secretaria da Mulher

Certame será em três etapas. Resultado final deve ser divulgado no dia 5 de novembro. …