fabinho-lembra-serie-b-de-2019-para-comentar-fase-do-sport:-“momento-de-instabilidade”

Fabinho lembra Série B de 2019 para comentar fase do Sport: “momento de instabilidade”

Apesar do ataque do Sport seguir devendo nesta Série B, o meio de campo do clube subiu de produção durante o mês de junho. Principalmente após a entrada de Fabinho na equipe titular. Desde o jogo contra a Ponte Preta, o cabeça de área assumiu a posição, após William Oliveira virar desfalque por dores no joelho, e tem agradado a torcida.

Mesmo com o companheiro à disposição do técnico Gilmar Dal Pozzo, o atleta de 35 anos virou peça chave à frente da zaga rubro-negra e está prestes a fazer seu quinto jogo consecutivo como titular. Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (22), o volante salientou estar bem fisicamente e comentou a fórmula para as boas aparições com a camisa rubro-negra. 

“Estou bem fisicamente, sou um jogador que me doo muito dentro de campo, dá para observar isso. Vou até o meu limite. Costumo falar que tenho que sair de campo desmaiado, pois é algo que a gente tem em mente para dar a vida dentro de campo. Em todos os lugares que passei foi assim, e em um clube grande como o Sport não tem como ser menos que isso. Às vezes estou na defesa e tem uma jogada de transição e já estou no ataque. Depois volto para marcar novamente. Estamos sendo preparados no dia a dia para isso, pois a Série B exige muito da parte física”, contou.  

Com o empate perante o Náutico na última rodada, o Sport acabou deixando o G-4 da Série B, após o Grêmio vencer seu compromisso perante o Sampaio Corrêa. Fabinho, por sua vez, para comentar a fase vivida pelo Leão, lembrou da última vez que o clube esteve na Segundona, em 2019, para enfatizar que o grupo vai seguir trabalhando para recuperar os bons momentos na competição.

“Em 2019, quando o Sport conseguiu o acesso como vice-campeão, na 13ª rodada o Sport estava em sexto. Naquele momento, acredito que as dúvidas existiam como existem agora por parte da torcida. Temos que entender o torcedor, pois aqui é um clube gigante e quando acontece esse momento de instabilidade a cobrança vai vir. É um momento e cabe a nós trabalhar e se dedicar para vencer esse momento. Acredito no nosso grupo, essa desconfiança passa na cabeça do torcedor, mas temos que acreditar até o fim”, ressaltou.

Veja também

Fonte: Folha PE



About Redação

Veja também

com-lisca-de-olho,-sport-visita-o-cruzeiro,-no-mineirao

Com Lisca de olho, Sport visita o Cruzeiro, no Mineirão

Três dias depois de tropeçar dentro de casa contra o Brusque, e dois após a …

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: