em-reencontro-com-vuaden-e-de-olho-em-tabu,-nautico-enfrenta-o-cruzeiro

Em reencontro com Vuaden e de olho em tabu, Náutico enfrenta o Cruzeiro

Uma semana de trabalho, sem compromissos no caminho e completamente disponível para treinar e se preparar para o jogo. Algo que o técnico Roberto Fernandes ainda não tinha conseguido fazer no Náutico desde que chegou ao clube, no mês passado. Após uma maratona de seis partidas em 16 dias, o Timbu “descansou” por mais tempo. O que faz com que a cobrança por um melhor desempenho em campo também cresça. A oportunidade de mostrar a aguardada evolução começa hoje, nos Aflitos, diante do Cruzeiro, pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. 

Para o confronto, o treinador alvirrubro terá quatro problemas em uma mesma posição, a lateral. Na esquerda, os desfalques são de Júnior Tavares e Aílton. Na direita, de Hereda e Victor Ferraz. Todos por lesão. Situação que deve fazer o Timbu ter o volante Nascimento improvisado pelo lado esquerdo e o prata da casa Thassio na direita. Há, ainda, a chance de Bryan, recuperado de lesão no joelho, ganhar um espaço em uma das laterais – a tendência, porém, é que ele comece no banco.

Na frente, a expectativa é quanto à presença do atacante Kieza ao menos no banco de reservas. O jogador está em fase final de fortalecimento muscular e pode ficar à disposição de Roberto. O último jogo do camisa 9 foi na derrota do Náutico por 1×0 para o Retrô, nos Aflitos, no duelo de ida da decisão do Campeonato Pernambucano. 

Tabu e Vuaden nos Aflitos

O Náutico tentará quebrar um tabu de mais de uma década sem vencer o Cruzeiro. O último triunfo da equipe foi em 2009, em vitória por 2×0, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, Carlinhos Bala e Derley marcaram os gols. De lá para cá, o Timbu enfrentou a Raposa mais nove vezes, empatando quatro e perdendo cinco.

O árbitro da partida merece um capítulo especial. Será Leandro Vuaden, aquele mesmo que apitou o duelo entre Náutico e Paysandu, em 2019, pelas quartas de final da Série C, e ficou conhecido por marcar uma penalidade bastante criticada pelos paraenses – e comemorada pelos alvirrubros, que ajudou o Timbu a obter o acesso à Série B. 

Capacidade aumentada

Após nova vistoria do Corpo de Bombeiros, os Aflitos recebeu a liberação para aumentar a capacidade de público no estádio, passando de 14.500 para 16 mil pessoas. O Timbu tenta agora obter a permissão para colocar a carga máxima de ingressos que o local suporta (próximo de 20 mil espectadores).

Ficha técnica

Náutico

Lucas Perri; Thassio, Camutanga, Bruno Bispo e Nascimento (Bryan); Rhaldney, Djavan, Richard Franco e Jean Carlos; Léo Passos e Pedro Vítor. Técnico: Roberto Fernandes

Cruzeiro

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Oliveira e Eduardo Brock; Geovane, Willian Oliveira, Neto Moura e Matheus Bidu; Jajá, Edu e Luvannor. Técnico: Paulo Pezzolano.

Local: Aflitos (Recife/PE)


Horário: 16h


Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS). Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza


Transmissão: Globo, Premiere FC

Veja também

Fonte: Folha PE

About Andros Silva

Veja também

mppe-lanca-hotsite-com-informacoes-para-defesa-da-populacao-lgbt

MPPE lança hotsite com informações para defesa da população LGBT

17/05/2022 – Neste 17 de maio, Dia Internacional de Combate à LGBTfobia, o Ministério Público de …

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: