no-recife,-motoristas-de-onibus-vao-vivenciar-dificuldades-dos-ciclistas-no-transito

No Recife, motoristas de ônibus vão vivenciar dificuldades dos ciclistas no trânsito

Em ação educativa, 80 condutores se colocarão no lugar dos ciclistas, com o objetivo de fomentar o respeito aos mais frágeis nas ruas

Para conscientizar sobre a responsabilidade dos veículos maiores em proteger os menores e não motorizados no trânsito, Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), iniciará, nesta terça-feira (21), uma formação para motoristas de transportes complementares do Recife sobre o respeito aos ciclistas no trânsito. O encontro acontecerá a partir das 9h no Compaz Ariano Suassuna. Ao todo, 80 motoristas receberão a capacitação. O evento faz parte da programação da Semana de Mobilidade do Recife, que tem como tema “Respeito no trânsito protege vidas”.

Durante o encontro, os condutores terão uma aula expositiva sobre noções do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), focando no respeito aos ciclistas. Não andar nem parar sobre as ciclofaixas, respeitar a velocidade regulamentada, além de garantir o espaço mínimo de 1,5 m de distância do ciclista serão algumas orientações repassadas. “O Código de Trânsito Brasileiro é claro quando diz que os veículos maiores devem proteger os menores. Então reunimos esses motoristas para conscientizar sobre essa responsabilidade com os ciclistas, que é um público que tem crescido na cidade”, explica a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

Durante a formação, haverá a parte prática com uma novidade: os motoristas de ônibus vão subir em uma bicicleta. Com a bike fixa em um ponto, os motoristas vão se colocar no lugar dos ciclistas que encontram diariamente no trânsito quando o ônibus não respeita a distância mínima de 1,5 m, como estabelece o artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro.

A equipe de educação para o trânsito da CTTU tem atuado continuamente na promoção de segurança viária do ciclista, isso porque a gestão da Prefeitura do Recife tem investido no fomento à mobilidade ativa. Entre 2013 e 2021, a malha cicloviária teve um aumento de mais de 560%, chegando a 158 km de rotas cicláveis. Em 2019, a capital pernambucana foi eleita a quarta cidade com a rede cicloviária mais acessível do Brasil em um índice do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), que contabiliza a população que está até 300 metros próximo a uma estrutura cicloviária. Ao aumentar a infraestrutura, mais pessoas são atraídas para utilizar a bicicleta na sua rotina. Além dos encontros para fomentar o respeito aos que utilizam a bicicleta e para dar informações de segurança viária e itens de proteção aos próprios ciclistas, a CTTU lançou, em agosto, a cartilha “Bora de bike, Recife?” que convida o cidadão a utilizar a bike no município. 

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO – A Prefeitura do Recife tem atuado com um Programa de Educação para o Trânsito, focado em chegar cada vez mais próximo dos diversos atores, como os pedestres, ciclistas e motoristas. As equipes estão realizando ações cada vez mais integradas entre fiscalização, desenho urbano e comunicação, levando ao cidadão a mensagem de que o respeito às leis de trânsito salva vidas. Além disso, já foram realizadas diversas parcerias com empresas públicas ou privadas como a da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, SAMU Recife, Compaz, ifood, Abraciclo, agregando várias organizações para promover a segurança viária, que é uma responsabilidade compartilhada entre todos os cidadãos.

About Redação

Check Also

feira-de-artesanato-nossa-arte-completa-cinco-anos-com-programacao-especial

Feira de Artesanato Nossa Arte completa cinco anos com programação especial

Nos dias 09 e 10, das 10h às 18h, no Alto da Sé Publicado por: …

%d blogueiros gostam disto: