servidores-do-tjpe-paralisam-atividades:-‘pagamos-para-trabalhar-no-home-office-enquanto-desembargadores-tem-auxilios-mais-altos’

Servidores do TJPE paralisam atividades: ‘pagamos para trabalhar no home office enquanto desembargadores têm auxílios mais altos’

TJPE lança chat para orientar usuários de serviços de TI da Justiça - Ivo Barboza & Advogados AssociadosIvo Barboza & Advogados Associados

Servidores do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) paralisam as atividades nesta quarta-feira (16). Eles organizam um ato para a partir das 10h em frente ao Edifício Paula Baptista, no bairro de Santo Antônio, área central do Recife, nas proximidades do tribunal.

O movimento é organizado pelo Sindicato dos Servidores do Judiciário do Estado de Pernambuco (Sindjud-PE).

“A principal reivindicação é pela valorização do servidor, que vem sofrendo injustiças crescentes entre valorização de magistrados e servidores. O auxílio alimentação é de R$ 661,80 a mais para os juízes e desembargadores, e no auxílio saúde a diferença pode variar de R$1.135,35 até R$1.674,27. Enquanto os servidores seguem pagando para trabalhar em regime de home office”, afirma o Sindjud-PE.

Segundo o sindicato, para participar do ato, há obrigatoriedade usar máscara, uso de álcool em gel 70% e praticar o distanciamento social em prevenção ao coronavírus.

Os servidores podem participar do ato presencialmente ou online. Haverá transmissão ao vivo no canal do YouTube do Sindjud-PE.

A categoria solicitou reunião de urgência com o TJPE para “avaliar a conjuntura econômica do Tribunal e a situação das desigualdades entre servidores e magistrados”.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: