prefeito-de-buique-descumpre-recomendacoes-do-ministerio-publico-e-da-policia-militar

Prefeito de Buíque descumpre recomendações do Ministério Público e da Polícia Militar

O prefeito de Buíque, Arquimedes Guedes Valença, parece não estar nem um pouco preocupado com as recomendações do Ministério Público Eleitoral e da Polícia Militar para que os candidatos evitem aglomerações diante da pandemia do Covid-19. Vale destacar que o juiz da Vara Única da Comarca de Buíque, no processo de nº. 0000583-40.2020.8.17.2360 proibiu que o prefeito realizasse eventos que gerasse aglomeração.

No sábado (11), o gestor reuniu seu grupo político no qual diversas irregularidades aconteceram em uma verdadeira desmoralização para com as decisões do Poder Judiciário.

Uma moradora do Sítio Cágado relatou que o grupo apoiador do prefeito promoveu uma queima de fogos que terminou em uma lamentável queimada destruindo plantações de agricultores locais.

A coligação “Buíque é do Povo de Novo” (PSL e Solidariedade) já tinha solicitado providências ao juiz da 060ª Zona Eleitoral, no processo nº. 0600175-78.2020.6.17.0060, para que o evento do MDB não ocorresse, pois colocava a saúde da população em risco.

Ainda na noite do sábado, pessoas que estavam na Praça de Eventos do município confirmaram que houve uma tentativa de homicídio próximo a um ponto de aglomeração da coligação “O Trabalho Vai Continuar” (MDB, PSB, PCdoB, PROS).

De acordo com uma das fontes que preferiu não se identificar, uma pessoa chegou a ser atacada com uma faca. Ainda não há informações sobre o atual estado de saúde da suposta vítima.

Clique aqui e veja a Sentença

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: