policia-federal-realiza-a-prisao-em-flagrante-de-musico-e-estrangeiro-portugues-que-estavam-fumando-no-banheiro-de-aeronave-e-alerta-para-o-perigo-de-tal-conduta

Polícia Federal realiza a prisão em flagrante de músico e estrangeiro português que estavam fumando no banheiro de aeronave e alerta para o perigo de tal conduta


A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu em flagrante nos dias 02 e 09/12/2019, sendo o primeiro caso por volta das 19h e o segundo por volta das 23h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre de um músico de 69 anos, natural do Rio de Janeiro e um estrangeiro português de 60 anos-(não possuem antecedentes criminais). 

As prisões aconteceram em voos da empresa azul oriundo de Aracaju/SE e Guarulhos/SP, quando ambos os passageiros perto do final do voo, teriam fumado cigarro dentro do banheiro da aeronave com a porta fechada, deixando um forte odor de nicotina nas dependências da aeronave. A equipe de bordo ao constatar a irregularidade advertiu sobre a gravidade do fato aos passageiros, em um dos casos parte do cigarros havia sido identificado no vaso sanitário e o comandante acionou à Polícia Federal que se dirigiu até o interior da aeronave, e nos dois casos foram conduzidos até a unidade da Polícia Federal para os procedimentos de rotina de lavratura de prisão em flagrante.

Os conduzidos receberam voz de prisão em flagrante foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida, conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabaram sendo autuados pela prática do crime contido no artigo 261 do Código Penal (Expor a perigo aeronave ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação aérea) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 2 a 5 anos de reclusão.) Após a autuação, os presos realizaram exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e foram levados para a audiência de custódia onde foram posto em liberdade, ficando à disposição da Justiça Federal/PE.


POR QUE NÃO PODE FUMAR NO AVIÃO?

A proibição do fumo em aeronaves está diretamente ligada com a segurança de voo.

Fumar dentro do avião era permitido. As aeronaves eram divididas em espaço para fumantes e não fumantes. Como o passar do tempo verificou-se que avião e cigarro não combinam. Diversos incidentes e acidentes envolvendo incêndios na cabine de passageiros, por vezes causados por cigarros, mostraram o perigo que uma simples chama pode causar dentro de uma aeronave.

Acidentes famosos como o envolvendo um Boeing 707 da Varig em 1973 ao se aproximar da capital francesa para pouso no Aeroporto de Orly, um dos passageiros se dirigiu à toalete e acendeu um cigarro, e ao descartar o cigarro na lixeira do banheiro provocando um grande incêndio.

A indústria aeronáutica modernizou e alterou muito de seus materiais utilizados na construção de aviões, especialmente nos interiores como carpetes, estofados e plásticos, uma vez que muitos destes se mostravam altamente inflamáveis.

Está totalmente proibido fumar no avião, assim como nas suas proximidades, uma vez que o procedimento de reabastecimento pode liberar gases inflamáveis em volta da aeronave. Como os tanques de combustível estão situados nas asas, é muito importante manter longe objetos que gerem fogo ou faíscas.
Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: