pcr-reforca-importancia-da-doacao-de-leite-humano

PCR reforça importância da doação de leite humano

 

Neste 19 de maio, em que se comemora o Dia Mundial da Doação de Leite Humano, a Secretaria de Saúde (Sesau) da Prefeitura do Recife reforça a importância do gesto, para ajudar bebês prematuros. Uma outra campanha também está acontecendo ao mesmo tempo, a de arrecadação de potes de vidro, necessários para armazenamento do leite a ser doado. Até o próximo sábado (22), o Brasil inteiro está realizando ações para aumentar o estoque do alimento para recém-nascidos com indicação para receber leite humano. Este ano, o tema da campanha é ‘Doação de Leite Humano: a pandemia trouxe mudanças, a sua doação traz esperança’.

As quatro maternidades municipais (Arnaldo Marques, Bandeira Filho, Barros Lima e Hospital da Mulher) fazem coleta de leite humano, e duas possuem banco de leite: o Hospital da Mulher do Recife (HMR), no Curado, e a Maternidade Bandeira Filho, em Afogados. Esta última tem certificação Ouro concedida pela Rede Global de Bancos de Leite Humano.

As doações de potes devem ser deixadas em quatro locais de vacinação onde as gestantes e puérperas estavam sendo vacinadas: no Parque da Macaxeira (Macaxeira), nos Juizados Especiais do Recife (Imbiribeira), na Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE (Dois Irmãos), e na UPA-E (Ibura). Além desses locais, os potes também podem ser deixados em qualquer unidade de saúde do Recife.

Quem quiser doar leite humano na Maternidade Bandeira Filho, deve entrar em contato pelo número 3355-2235, para receber as orientações. O banco do HMR funciona 24 horas por dia para atendimento aos recém-nascidos. Já para informações, o funcionamento é das 7h às 16h, de segunda a sexta-feira, pelo número 2011-0174, através do qual são esclarecidas questões como ordenha, armazenamento e transporte do leite humano. Inclusive, o Hospital dispõe de um serviço de cadastro para o recolhimento das doações em domicílio.

O estoque nos dois bancos municipais está baixo. Na Bandeira Filho, atualmente, o BLH está com 13 litros de leite prontos para o consumo. Cada litro alimenta dez crianças por dia, dependendo do peso do prematuro. Entre os meses de abril de 2020 e abril de 2021, a Bandeira Filho coletou 96 litros de leite cru e 330 crianças receberam o alimento. Em março deste ano, oito mulheres fizeram doação ao banco. Já em abril, o número caiu para seis. 

No HMR, a situação do estoque é um pouco mais delicada, com 3,100 L de leite pasteurizado. “A pandemia de covid-19 afetou muito negativamente as doações, uma vez que as pessoas estão procurando menos os serviços de saúde. Por isso, a escolha do tema da campanha é bastante pertinente”, afirma o coordenador do Banco de Leite do Hospital da Mulher do Recife, Manoel Adauto.

Esse leite atende, sobretudo, aos bebês internados na UTI Neonatal. Não sem antes passar por um conjunto de exames e procedimentos, com processo de seleção, classificação, testes de acidez e nutrientes. Em seguida, é feita a pasteurização e o controle final de qualidade que certifica todo o processo. Segundo Manoel, na ausência do leite humano, a alternativa seria utilizar o que é feito com fórmulas artificiais, que é muito inferior para o bebê, em todos os sentidos, seja nutrição ou proteção.

Nas maternidades da Prefeitura do Recife, os profissionais realizam diariamente atividades de promoção de aleitamento, para ajudar as pacientes a amamentarem. Durante as orientações, por exemplo, eles ensinam a posição do bebê na mama, para uma pega adequada, e outras informações importantes. Os profissionais também avaliam quais pacientes podem ser doadoras de leite humano para os bancos.

As campanhas para doação de leite humano e de potes de vidro para armazenamento são contínuas. No início deste mês, a Prefeitura do Recife lançou uma campanha para arrecadar potes de vidro, com o intuito de facilitar a doação a recém-nascidos que estejam precisando do alimento. Qualquer pessoa pode doar as embalagens, que precisam ser de vidro, transparente, com boca larga, e possuir tampa rosqueável de plástico – como os vidros de maionese ou café solúvel, por exemplo. Esses requisitos se devem à resistência desse tipo de recipiente aos processos de esterilização, necessários para armazenar o leite. 

LEITE HUMANO – Considerado o alimento mais completo para os primeiros meses de vida, no leite materno estão contidas todas as proteínas, vitaminas, gorduras, água e os nutrientes necessários para o desenvolvimento saudável dos bebês.

 

Dicas para uma amamentação bem sucedida:

•  O leite humano nunca é fraco, ele é sempre adequado para o desenvolvimento do bebê;

•  Nos primeiros dias após o parto, ofereça o peito muitas vezes, mesmo que você ache que tenha pouco leite. Essa quantidade costuma ser suficiente, pois esse leite, chamado colostro, atende às necessidades do bebê;

•  Nos primeiros meses, o bebê ainda não tem horários regulares para mamar. Por isso, ofereça o peito sempre que ele quiser. Com o tempo, ele faz seu próprio horário;

•  Até os seis meses de vida dê apenas leite humano ao bebê. Ele não precisa de água, chás, leites artificiais ou qualquer outro alimento nesse período;

•  Após os seis meses, continue amamentando por até dois anos ou mais, e acrescente a dieta complementar ao bebê sob orientação de um profissional de saúde.

 

DATA – O dia 19 de maio foi instituído como Dia Nacional de Doação de Leite Humano pela lei nº 13.227 de 28/12/2015. Este dia é um momento especial para os BLH’s e Postos de Coleta de Leite Humano, pois tem por finalidade sensibilizar a população da importância da doação de leite humano, proteção e promoção do aleitamento, bem como fazer a divulgação dos BLH’s e Postos de Coleta nos Estados e Municípios.

Secretaria?: 
0
Secretária / Órgão: 
Categoria/Assunto: 

img_alt

Campanha pretende sensibilizar a população para aumentar o estoque dos bancos de leite municipais e arrecadar potes de vidro para armazenar o alimento. (Foto: Divulgação)

Carrossel?: 
0
Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: