pcr-garante-alimento-para-a-populacao-lgbt-que-vive-em-vulnerabilidade-no-recife

PCR garante alimento para a população LGBT que vive em vulnerabilidade no Recife

 

A Prefeitura do Recife está realizando mais uma ação para garantir os direitos das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade diante da situação de pandemia da covid-19. A população LGBT que é atendida pelo Centro de Referência em Cidadania LGBT tem recebido, desde o mês de abril, cestas básicas entregues pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife. Neste mês de maio, a ação acontece em alusão ao Dia Internacional de Luta contra a Homofobia e Transfobia, comemorado no próximo dia 17. Nesta data, em 1990, a Organização Mundial de Saúde suprimiu a homossexualidade como doença mental da lista de patologias registradas no Manual de Diagnóstico e Estatística de Desordens Mentais.As cestas básicas estão sendo entregues para usuários que são acompanhados pelos profissionais do Centro LGBT e que, diante da pandemia de covid-19, estão vivendo em situação de vulnerabilidade. Ao todo, 450 cestas serão concedidas a esses usuários até o mês de junho.A usuária do Centro LGBT Hermilly Maynard recebeu sua cesta básica na última quinta-feira (14). “Como representante da população LGBT, reconheço que muitas de nós vivemos em situação de vulnerabilidade, expostas aos mais diversos tipos de violência, e nem sempre temos condições de garantir o alimento diante da situação de pandemia que se encontra nossa cidade. Por isso, sou muito grata a essa ação da Prefeitura, porque veio no momento certo”, contou.”O objetivo da iniciativa é garantir a assistência social básica também para a população LGBT que, em sua maioria, não preenchem requisitos para fazer parte Bolsa Família ou de outro Programa Sociais do Governo Federal”, afirmou Wellington Pastor, gerente de Livre Orientação Sexual (Glos) da Secretaria-Executiva de Direitos Humanos do Recife.O Centro LGBT é um espaço de promoção da cidadania e garantia de direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, habilitado a fornecer orientações sobre direitos humanos e prestar atendimento especializado a vítimas de discriminação e violência homofóbica. Diante da pandemia de covid-19, o Centro  de Referência em Cidadania LGBT do Recife está funcionando das 9h às 15h, as segundas, quartas e sextas-feiras. Com equipe multiprofissional formada por agente de direitos humanos, psicólogo, advogado e assistente social, a unidade tem cerca de dois mil usuários cadastrados e já realizou mais de oito mil atendimentos. O equipamento está localizado na Rua dos Médicis, nº 86, no bairro da Boa Vista, e o telefone de contato é o 3231-1553.CESTAS BÁSICAS – A Prefeitura da Cidade têm realizado ações para garantir a alimentação na mesa das famílias que mais precisam desde os primeiros casos suspeitos de covid-19 no Recife. Nos últimos dois meses, já foram distribuídas mais de 286 mil cestas básicas e outros 286 mil kits de higiene e limpeza para as famílias dos 90 mil alunos da rede municipal de ensino. Além disso, a rede de assistência social do município entregou cerca de 16 mil cestas para trabalhadores informais de diversas áreas de atuação e mais de 100 mil cestas básicas para as famílias que recebem o Bolsa Família e para as famílias da “fila de espera”, que têm o perfil para participar do programa, mas que ainda não foram incluídas pelo Governo Federal.A rede de solidariedade mobilizada pela Prefeitura do Recife, com o apoio da sociedade civil e de empresas também já distribuiu mais de 60 mil cestas em toda a cidade. Além disso, os restaurantes populares da Prefeitura do Recife já garantiram 70 mil refeições na forma de quentinhas para a população em situação de rua. 

 

 

Secretaria?: 
0
Categoria/Assunto: 

img_alt

Prefeitura entrega 450 cestas básicas para usuários acompanhados pelo Centro de Referência em Cidadania LGBT no Recife (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Carrossel?: 
0
Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: