Mulheres são protagonistas de projeto dedicado à palhaçaria

Arte da Pesquisa

O Projeto de Pesquisa “E o palhaço o que é? A PalhaçA é mulher!” é uma realização da Cia Brincantes de Circo, com produção da atriz, palhaça e pesquisadora Jerlâne Silva, e tem como objetivo dar visibilidade à palhaçaria feminina. A pesquisa conta com o incentivo da Lei Aldir Blanc, através do Edital de Formação e Pesquisa – LAB/PE e pretende mapear e difundir o trabalho de mulheres que atuam na arte da palhaçaria de Pernambuco.

Palhaças interessadas em participar da pesquisa devem acessar o link: www.forms.gle/VynUavWiL4VYo7VXA e preencher o formulário até o dia 25 de fevereiro de 2021.

A pesquisa busca, através dos relatos dos participantes, valorizar a atuação de mulheres em uma linguagem que, durante muito tempo, era prioritariamente masculina.

SOBRE A CIA – A Cia Brincantes de Circo, Recife/PE, foi fundada em 2011 com a finalidade de desenvolver trabalhos na área de circo, oferecendo espetáculos, oficinas, locação de lonas e material circense e ações socioculturais, além de pesquisa (teórica e prática) na arte circense, levando em consideração suas tradições e inovações.

Desde 2015 a Cia Brincantes vem desenvolvendo a pesquisa intitulada “Memórias Circenses: relato de uma vida itinerante” pesquisa de campo e documental com o objetivo de mapear os circos e registrar, com base na narrativa oral e documentos, as memórias das famílias circenses de Pernambuco e que, no seu ano inicial, contou com o patrocínio do FUNCULTURA e em 2017 a Cia realizou a pesquisa intitulada, “Magia circense: um estudo sobre as mágicas do circo”, pesquisa teórica com o objetivo de pesquisar números de mágica e ilusionismo.

Entre seus espetáculos estão: “Quatro”, estreou em 2011 com direção artística de José Manoel Sobrinho e Circense de Bóris Trindade Júnior; “Vaudeville – espetáculo de variedades circense”, estreou em 2011 com direção geral de Dougla Duan e Circense de Bóris Trindade Júnior; “Tapioca”, com direção geral de José Manoel Sobrinho e circense de Bóris Trindade Jr; a “Intervenção de Palhaçaria”, estreou em 2015 com direção coletiva; e o espetáculo “Histórias de um Pano de Roda”, estreou em 2019, com direção e dramaturgia de Ceronha Pontes e direção circense de Bóris Trindade Júnior.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: