Banco do Brasil destina R$ 16 bilhões para pré-custeio do agro

Notícias

FINANCIAMENTO

Também foi anunciado que o banco não cobrará mais tarifa na análise de crédito nas operações de renovação


Publicado em

23/02/2021 15h14

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, anunciou, nesta terça-feira (23), montante de R$ 16 bilhões para o custeio antecipado das atividades agrícolas na safra 2021/22.

No custeio antecipado, o produtor rural pode usar o crédito para adquirir antecipadamente insumos, tratos da lavoura, mudas e sementes, ração e medicamentos. Com a compra antecipada, o produtor rural consegue melhores condições de preço e mercado. O pré-custeio está disponível para as lavouras de soja, milho verão, algodão, arroz, cana-de-açúcar e café.

No crédito antecipado, as taxas de juros são de 5% ao ano para médios produtores e 6% ao ano para demais produtores.

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, acrescentou que a expectativa é alcançar R$ 210 bilhões na carteira de crédito do agro do banco este ano. Brandão anunciou ainda que o banco não cobrará mais tarifa na análise de crédito nas operações de renovação a partir de hoje.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: