vitoria-proibe-fogos-de-artificio-e-fogueiras-no-periodo-junino

Vitória proíbe fogos de artifício e fogueiras no período junino

O prefeito Paulo Roberto decretou,  na tarde desta sexta-feira (11),  a proibição do acendimento de fogueiras, queima de fogos de artifício, e também a comercialização, em Vitória. O decreto é válido tanto para espaços públicos como também para espaços privados.  A medida preventiva passará a valer a partir de hoje, até durar o período de estado de calamidade pública.  A medida visa evitar a sobrecarga nos hospitais durante o ciclo junino.

“A fumaça das fogueiras pode gerar problemas respiratórios nas pessoas, além das queimaduras que também podem ser geradas pelos fogos de artifício, tudo isso junto pode levar a uma sobrecarga nos hospitais e centro de saúde, que já andam com lotação nos leitos de enfermarias e UTIS, seja no SUS, seja pra quem tem plano de saúde”, destacou o prefeito Paulo Roberto.

A decisão foi anunciada em transmissão ao vivo nas redes sociais da prefeitura junto com o secretário de Saúde, Eudes Lorena. “É importante continuarmos pedindo a consciência das pessoas e que não façam festas juninas neste momento junino. É uma tradição importante da nossa gente, sobretudo aqui no Nordeste, mas precisamos ter cautela”, destacou Lorena.

Quem flagrar uma pessoa comercializando, acendendo fogueiras ou soltando fogos de artifício deve denunciar a Polícia Militar pelo 190 ou diretamente no número 3526-8900, do 21º Batalhão da PM, com sede em Vitória. Quem for pego descumprindo o decreto é enquadrado no artigo 268, do código penal, que pune quem infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, tem pena de detenção, de um mês a um ano, e paga multa.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: