prefeitura-de-tabira-decreta-estado-de-calamidade-administrativa-e-financeira

Prefeitura de Tabira decreta Estado de Calamidade Administrativa e Financeira

A Secretaria da Fazenda da Prefeitura de Tabira, informa que o sequestro financeiro ocorrido no último dia 08 de janeiro, no montante de R$ 599.567,73 (quinhentos e noventa e nove mil, quinhentos e sessenta e sete reais e setenta e três centavos), sendo R$ 562.664,45 (quinhentos e sessenta e dois mil, seiscentos e sessenta e quatro reais e quarenta e cinco centavos) é referente a dívidas deixadas pela gestão do ex-prefeito Sebastião Dias com a Previdência Geral (INSS) e R$ 36.903, 28 (trinta e seis mil, novecentos e três reais e vinte e oito centavos) é o valor do juros cobrados pelo não pagamento da referida dívida na data correta:

As contribuições deveriam ter sido pagas pelos ordenadores das devidas pastas no exercício de 2020, na gestão do ex-prefeito Sebastião Dias.

“Com o calote realizado pelo ex-gestor, aliado a outras irresponsabilidades, como ausência de transição, fez-se necessário decretar Estado de Calamidade Administrativa e Financeira no município de Tabira, situação esta inédita, com impactos negativos e sérias consequências no que tange às contas públicas municipais”, disse Gleison Rodrigues, secretário Municipal da Fazenda.

À população, esclarecemos que tais irregularidades já estão sendo repassadas e apuradas pelo setor jurídico responsável, que tomará todas as medidas judiciais cabíveis para que os responsáveis respondam pelos atos danosos ao erário.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: