Fonte: FolhaPE

Poluição dos oceanos por plástico custa ao mundo US$2,5 trilhões por ano

A poluição marinha por resíduos plásticos representa uma ameaça s ao equilíbrio dos oceanos e para a própria economia mundial. Os custos causados por seus efeitos negativos sobre os ecossistemas marinhos somam impressionantes US$ 2,5 trilhões — por ano — segundo um estudo publicado no boletim da poluição marinha.

Na prática, esse valor representa todas as perdas e danos causados aos serviços ambientais importantes que o mar fornece, como a produção de oxigênio e alimentos, armazenamento de carbono e a manutenção do equilíbrio térmico no mundo. Nesta lista ainda estão, atividades e benefícios incalculáveis ligados a atividades de lazer (contemplar o mar na praia não custa nada e é muito relaxante).

Todos esses serviços que os oceanos fornecem aos seres humanos e demais espécies também estão em risco por outras ameaças ambientais, à exemplo das mudanças climáticas e a poluição por despejos ilegais de esgoto e rejeitos químicos industriais. O consumo e descarte em grande quantidade e de forma irregular de resíduos plásticos é mais uma fonte de pressão para o ambiente marinho.

Na ponta do lápis, o estudo estima que cada tonelada de resíduo plástico reduz em US$ 33.000 o valor ambiental dos serviços ecossistêmicos marinhos. Estima-se que 8 milhões de poluição plástica entram nos oceanos do mundo a cada ano. A multiplicação dos fatores gera, como se vê, um resultado indigesto.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: