olinda-ganha-nova-feira-de-produtos-organicos

Olinda ganha nova feira de produtos orgânicos

Moradores de Olinda e região ganham, a partir desta quarta-feira (11), uma nova opção de feira agroecológica e artesanal. A feira, instalada no Mercado Eufrásio Barbosa, no bairro do Varadouro, oferece alimentos orgânicos como verduras, frutas, queijos, ovos, lanches especiais e produtos fitoterápicos.

Com preços estáveis durante todo ano, os produtos são oferecidos por produtores oriundas de diversas mesorregiões do Estado. É o caso de Adeildo Barbosa, agricultor do município de Bom Jardim, localizado no Agreste pernambucano. Ele garante que os preços são atrativos e que “não são tão altos quanto os dos orgânicos vendidos nos supermercados”.

“A ideia de que o produto orgânico é caro é um mito. Nós que somos produtores rurais e comercializamos nossa própria mercadoria, que vem direto da roça para o consumidor, conseguimos vender por um preço em conta”, diz o agricultor, que explica que a estabilidade dos preços é definida em assembleias com os trabalhadores da rede.

No primeiro dia de funcionamento, a feira contou apenas com seis barracas, e, segundo alguns consumidores, ofereceu pouca diversidade. Márcia Souto, diretora de promoção da economia criativa da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), explica que a feira passa por uma “fase de testes”. “Estamos iniciando com uma quantidade pequena de produtores e, mesmo assim, a feirinha está sendo um sucesso de público. A ideia é expandir”, disse a diretora. Para comercializar na feira, os produtores devem apresentar uma proposta à coordenação do Mercado Eufrásio Barbosa.

“O centro cultural é um equipamento múltiplo, muito diverso. Trazer a feirinha para o mercado é uma tentativa de fazer desses espaço um lugar agregador, que seja frequentado pelos moradores. A ideia é que as pessoas que vêm à feira possam usufruir das outras coisas que o espaço oferece, como o café, o teatro, a livraria e a feira o espaço destinado à feira de artesanato”, completou Márcia.

Apesar da pouca diversidade, os consumidores aprovaram a iniciativa. A aposentada Isabel Lima, 54, costuma procurar alternativas de alimentação saudável por conta de problemas de saúde. “Moro no Varadouro e ter essa alternativa aqui por perto é muito bom. Eu confio mais no produto orgânico e acho que todo mundo tem o direito de consumi-los”, disse a aposentada, que também aprovou os preços.

A feira agroecológica e artesanal funcionará todas as quartas-feiras, das 6h30 às 11h. Segundo o Programa Circuito Pernambuco Orgânico, a nova feira instalada é a 111ª que oferece produtos orgânicos e agroecológicos em Pernambuco.

Fonte: Folha PE

Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: