o-processo-de-educacao-e-ensino-na-idade-moderna-episodio-de-hoje:-o-renascimento-e-sua-influencia-no-processo-educativo-e-de-ensino-(parte-5).

O PROCESSO DE EDUCAÇÃO E ENSINO NA IDADE MODERNA. EPISÓDIO DE HOJE: O Renascimento e sua influência no processo educativo e de ensino (Parte 5).

Direto de Brasília-DF.

Olha já fui aconselhado, inclusive recentemente, a abandonar este e outros temas sobre os quais venho escrevendo nesta coluna.

Vários são os argumento de quem aconselhou. Alguns deles: que as pessoas não querem mais saber de coisas profundas; que não se interessam mais por temas que os leve a pensar; que o imediatismo de nossa século tecnológico requer o mínimo de informação com o máximo de superficialidade; que o mundo hoje é visual e por isto que vídeos e não textos é que despertam o interesse…

O fato de eu estar aqui, por meio do que escrevo, implica que não dei nem darei ouvido ao reducionismo. Não ouvirei tais pessoas e isto o faço porque acredito no poder da educação e do ensino, da forma mais ampla possível.

Se os primeiros parágrafos deste episódio parecem um desabafo, eles o são, mesmo. Não me incomoda demonstrar que em determinados momentos estremeço um pouco com o negativismo e a pequenez de pensamento. Há fraquezas em todos nós, como já provou o evolucionismo e como exige o criacionismo que inadmite haver concorrente para o “Ser Perfeito”.

A mim o que realmente importa é crer que a obstinação é o lema dos que vencem e, deste tema eu entendo. De ser obstinado eu, realmente entendo! Sabe por que? Porque eu e meus irmãos como paraibanos nordestinos, retirantes miseravelmente pobres, filhos de um pedreiro e de uma mãe lavadeira de roupas, fomos “desenganados socialmente” algumas vezes por inúmeras pessoas de perto e de longe. Mas, vencemos! E não estou falando de sermos ricos porque nenhum passou de ser classe média. Falo de haver furado, como uma broca, o céu de aço que nos impedia de ter o mínimo de dignidade social.

Dentre outras coisas, o que isto quer dizer? Significa que há Poder na vontade que se determina a agir! Há poder em quem realmente crê, planeja e executa o plantio com a convicção que o semear é uma missão que se cumpre hoje com os olhos postos em um amanhã melhor, ainda que esse melhor seja vivido e sentido por fragmentos.

Assim, vou seguir escrevendo os episódios que planejei para esta série com a firme convicção que se não forem lidos hoje, um dia quando os “alienígenas” deste século quiserem um perfil de nossa sociedade, encontrarão, ao menos, fragmentos de quem somos e do quão melhor alguns pretendiam e criam que podemos ser.

Até breve.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: