ministerio-da-infraestrutura-alcanca-100%-de-servicos-digitalizados

Ministério da Infraestrutura alcança 100% de serviços digitalizados

Publicado em

10/07/2020 13h09

Todos os serviços oferecidos pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra) já estão 100% digitalizados. O último serviço entregue foi a obtenção da 2ª via da credencial do Passe Livre pela internet. Com isso, a meta de digitalizar todos os serviços ofertados, que tinha previsão para acontecer em dezembro de 2020, segundo o Plano Digital do Ministério, foi antecipada em seis meses. A agenda de Transformação Digital é uma política prioritária do Governo Federal.

O secretário-Executivo do MInfra, Marcelo Sampaio, explicou que as ações referentes à transformação digital continuarão sendo realizadas para o aprimoramento dos serviços prestados. “Desde o início do ano passado, por orientação do presidente Jair Bolsonaro, trabalhamos fortemente para digitalizar 100% dos nossos serviços”, salientou Sampaio. “Agora que alcançamos esse primeiro objetivo vamos continuar focados na qualidade dos serviços prestados, eliminando exigências desnecessárias e conferindo uma melhor experiência aos usuários”, finalizou.

Durante a apresentação da agenda de ações realizadas pelo Ministério nos 100 primeiros dias de gestão, realizada em abril de 2019, foi aprovado o Plano de Transformação Digital da Pasta. Naquela época, o diagnóstico de serviços do setor apontava que o MInfra possuía 73% dos seus serviços digitalizados. Agora, com a última entrega, o Ministério passou a ofertar, em sua carta de serviços digitais, 27 serviços 100% digitalizados.

Para o subsecretário de Gestão Estratégica Tecnologia e Inovação (SGETI), Fernando Coelho, os avanços na agenda de Transformação Digital têm sido possibilitados pela importância e prioridade que o tema tem dentro do Ministério. “O Programa de Transformação Digital foi elevado à programa estratégico e assim elaboramos uma intensa agenda de digitalização em articulação com as entidades vinculadas”, explicou. “Construímos também um Escritório de Projetos de Transformação Digital, possibilitando resolver entraves e mitigar riscos à consecução dos projetos, acelerando a mudança”, apontou Fernando.

Entre as entidades vinculadas ao MInfra, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) também já concluíram a completa digitalização dos seus serviços. No total, já são 187 serviços públicos do Setor de Transportes e Trânsito digitalizados.

Dentre os serviços digitais que marcaram o início de um novo modelo de relação entre o governo e o cidadão, destacam-se:

• Carteira Digital de Trânsito (CDT) que, além de substituir a versão física da CNH e do CRLV, agrega vários serviços, como indicação do principal condutor do veículo, consulta ao histórico de emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), compartilhamento do CRLV, exportação de documentos e consulta de infrações;

• Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), ou documento do veículo, que agora já nasce digital, reduzindo consideravelmente a necessidade da presença do cidadão nos Detrans;

• InfraBR, aplicativo que oferece apoio aos caminhoneiros, possibilitando ao profissional do transporte obter informações sobre o funcionamento de serviços essenciais para continuar nas estradas, como restaurantes, postos de combustíveis, borracharias, oficinas e lojas de autopeças. Além disso, também é possível identificar onde estão os postos de atendimento do Sest/Senat que distribuem kits de higiene e de alimentação;

• Passe Livre Interestadual integrado ao BPC, que permite o acesso simplificado ao benefício do Passe Livre aos cidadãos cadastrados no Benefício de Prestação Continua.

• Ouvidoria, que adotou um novo canal de atendimento inteligente, por intermédio do Chatboot Mauá, solução que traz agilidade nas solicitações dos cidadãos, objetivando facilitar a interação entre governo e sociedade, ao mesmo tempo que simplifica a coleta de manifestações.

• Portal de Multas do Dnit, que reúne os serviços de defesa de autuação, indicação de condutor infrator (transferência de pontuação), restituição, recurso contra penalidade de multa, indicação do responsável (excesso de peso) e solicitação de advertência.

Para saber mais detalhes sobre a Transformação Digital do Governo Federal, acesse: gov.br

Com informações do Ministério da Infraestrutura 

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: