marco-zero-consagra-o-protagonismo-feminino-no-carnaval-do-recife

Marco Zero consagra o protagonismo feminino no Carnaval do Recife

 

O Marco Zero foi palco, na noite deste sábado (22), para mais um momento histórico do Carnaval do Recife. A força feminina teve vez e voz no segundo dia de folia, em uma noite única, dedicada ao talento, a arte e ao protagonismo das mulheres. O prefeito Geraldo Julio e a primeira dama Cristina Mello apreciaram a noite comandada por uma seleção de artistas da cena musical local e nacional. Juntas, elas fizeram uma mistura musical com que há de melhor no repertório musical pernambucano, como maracatu, coco de roda, frevo, brega, forró, pop, samba, entre outros. 

O prefeito Geraldo Julio enalteceu o momento. “É uma noite muito importante, que trata de um tema muito sério, a violência contra a mulher. Assédio não é brincadeira, fazer piada não é engraçado, pelo contrário, tem que ser evitado e combatido. A gente sempre faz as campanhas do Carnaval, contra o assédio e o ‘não é não’, respeitar o limite do outro, seja mulher ou homem. E a gente está aqui hoje ressaltando isso com as mulheres se apresentando no palco principal do carnaval do Recife. Hoje, o Marco Zero está dedicado a essa causa, que é uma causa muito importante e o Carnaval é uma grande vitrine para dar visibilidade ao enfrentamento  à violência contra a mulher”, destacou. 

A apoteose ficou a cargo da diva da música brasileira, Elza Soares. Com um repertório recheado de grandes sucessos, a cantora levou o público ao delírio. Canções como “A mulher do fim do mundo”, “Cadê meu celular eu vou ligar para o 180″ e “A Carne” embalaram a noite de festejos de momo no Bairro do Recife. O show traz mensagens de resistência e luta da mulher

A abertura da noite foi comandada pelas mulheres do coletivo Dita Curva, formado pela nova geração de artistas. Idealizada por Flaira Ferro, a Dita Curva reúne nomes como Aishá Lourenço, Aninha Martins, Isaar, Isadora Melo, Laís de Assis, Luna Vitrolira, Paula Bujes, Sofia Freire e Ylana. Juntas, elas fizeram uma mistura musical com que há de melhor na música pernambucana, como maracatu, coco de roda, frevo, brega, forró, pop e samba, entre outros. 

Flaira Ferro, falou sobre a parceria que deu vida ao grupo A Dita Curva. “A música precisa de mais mulheres, de mais representatividade, mas não só a música, todos os espaço de profissão, todos os espaços de lugar de fala, de poder transformar as coisas. A concepção desse projeto foi totalmente coletiva, inclusive esse é a nossa maior riqueza e também o maior desafio. Como é poder juntar tantas forças individuais para que todo mundo tenha o mesmo lugar de fala. É a nova era, o novo desejo de transformar o palco, o artista, o criar em grupo. Se não for por esse caminho, não há outro”, destacou. 

Em seguida, Nena Queiroga subiu ao palco ao som da Orquestra Frevo Mulher para colocar todo mundo para dançar, acompanhada por um time de convidadas especiais como Gabi da Pele Preta, Aurinha do Coco e Coral Edgar Moraes. O tecnobrega de Gabi Amarantos encerrou a noite. “Um dia como o de hoje é extremamente necessário. Precisamos dessa representatividade, e a gente quer ver isso, não só no carnaval, mas queremos ver ocupar todos os espaços, Isso não significar que o homem não tenha que estar, pelo contrário, precisamos desse apoio também”, militou a artista. Com o incremento da programação carnavalesca das mulheres no sábado de carnaval, na Praça do Marco Zero, os dias de domingo ficam reservados ao samba. A segunda-feira ao pop e a terça-feira ao frevo, ritmo embaixador do Carnaval pernambucano. 

Há dez anos morando no Recife, a potiguar Jarluzia Azevedo elogiou a gestão pela iniciativa do evento. “É maravilhoso o reconhecimento da cultura, a união da cultura com a tecnologia que estou vendo hoje. E dar voz à mulher, ela ter a possibilidade de expressar seus sentimentos, o que ela vivencia no dia a dia, é fantástico. Parabenizo a gestão por proporcionar uma noite como esta, por estar investindo na cultura, mesmo quando tão afetada nesse último governo. Estamos vendo uma destruição da cultura, da memória, da educação, mas vivenciar esse dia aqui no Recife é um grande presente”, exaltou Jarluzia.

“Acho que uma noite como esta é extremamente importante. Traz uma mudança de paradigma muito grande na sociedade, inclusive tenho uma visto uma campanha muito forte contra o assédio nas ruas, nunca vi tão forte em todos esses anos. Como é importante trabalhar essa questão. Não é Não.Estávamos voltando do Galo da Madrugada e viemos prestigiar a cantora Isaar”, afirmou a atriz Nana Sodré.

Secretaria?: 
0
Secretária / Órgão: 
Categoria/Assunto: 

img_alt

Em uma noite dedicada às mulheres, o palco do Marco Zero reverenciou a diversidade da música pernambucana. O prefeito Geraldo Julio e a primeira dama Cristina Mello apreciaram a noite que teve como destaque a apresentação de Elza Soares (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Carrossel?: 
0
Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: