mais-de-60-mil-pessoas-ja-foram-alcancadas-por-acoes-da-secretaria-da-mulher

Mais de 60 mil pessoas já foram alcançadas por ações da Secretaria da Mulher

Somente em 2019, aproximadamente 22 mil pessoas foram beneficiadas com atividades da pasta

27 de janeiro de 2020

Desde a sua criação, em 2014, a Secretaria da Mulher (Secmul) vem trabalhando para a diminuição da violência de gênero em Garanhuns. Inúmeras atividades preventivas são realizadas diariamente, em parceria com órgãos públicos e privados, no intuito de trazer informações e empoderamento para as mulheres do município. De acordo com números divulgados pela Secmul, cerca de 64.700 pessoas já foram alcançadas com o serviço desenvolvido pela pasta de 2014 a 2019. Somente no ano passado, aproximadamente 22.500 pessoas foram alcançadas, gerando um crescimento de 64,39% em relação ao ano anterior.

De acordo com a secretária da Mulher, Walkíria Alves, o aumento no alcance se dá pela criação de projetos voltados à prevenção da violência. “Nós buscamos chegar ao máximo de pessoas possíveis, para que a violência contra a mulher diminua e as pessoas se tornem cada vez mais conscientes em relação à temática. A Secmul promove palestras para pessoas de todas as idades, em escolas, unidades básicas de saúde, faculdades e outros diversos locais. Agradecemos ao apoio de cada parceiro, que nos ajuda nesta luta”, comentou a gestora da pasta.

Entre os parceiros da Secretaria, estão a Câmara Técnica de Enfrentamento à Violência de Gênero, formada pelas secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social e Direitos Humanos; comandos da Polícia Militar e Polícia Civil; Ministério Público Estadual, Poder Judiciário, representantes do Centro de Apoio e Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas (Ceapa) e Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT).

Em 2019, cerca de 2.585 atendimentos foram realizados pelo órgão municipal. Os números já somam 8.228 atendimentos, desde o ano de 2014. O levantamento também contabilizou números de boletins de ocorrência registrados na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), que atua em parceria com a Secmul. Desde 2014, 3.686 mulheres registraram os boletins. As solicitações de medidas protetivas, mecanismos legais de proteção a indivíduos em risco, da Lei Maria da Penha também aumentaram de 36 (2014) para 499 (2019).

A secretária destacou que o aumento nos números é uma medida positiva. “Estes números crescentes significam que cada vez mais mulheres estão procurando órgãos de apoio e atendimento a vítimas de violência. Em conjunto, nós podemos assegurar estas mulheres e suas famílias e retirá-las do ciclo da violência, trazendo uma nova vida para cada uma”, comentou.

A Secretaria da Mulher funciona das 8h às 18h, na rua Simoa Gomes, nº 16, em frente à Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A população pode entrar em contato pelo telefone: (87) 3762-0109.

Assessoria de Comunicação Social e Imprensa — (ACSI)

Texto: Daniela Batista — (Secom/PMG)

Com informações da Secretaria da Mulher

Atendimento à Imprensa: (87) 3762-0109

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: