LICENÇA PARA MATAR: CÉLIA SALES libera obras devastadoras na Praia de Muro Alto através de TAC

Imagens: @salvemaracaipe

“Licença para matar só James Bond tem . Podem estar licenciamento e causando a morte do ecosistema local. ” afirma turista que visita praia e denúncia absurdo.

Moradores e turistas que frequentam a Praia de Muro Alto, em Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, reclamaram de uma obra feita em um condomínio, que tem derramado um líquido escuro e prejudicado o banho de mar no local.

Imagens postadas pela ONG Salve Maracaípe mostram devastação ambiental em uma das Praias mais belas do Brasil. Uma enorme mancha escura no mar e máquinas adentrando o mar derramando óleo e passando por cima de da areia da praia onde possivelmente existem ninhos de tartaruga. Os moradores disseram que a cor da água mudou desde que o condomínio começou uma obra no local. Na praia, há uma máquina despejando um líquido na areia, que escorre até o mar.

A prefeitura afirmou também que a obra foi retomada após um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), já que a empresa responsável pela obra possui todas as licenças exigidas. Liberaram a obra com um TAC que não se sabe valor e nem se sabe se a empreiteira e o estabelecimento fizeram Estudo de Impacto Ambiental. Porém, é possível afirmar que o impacto é irreversível e abriu margem para que outras obras sejam feitas.

“Fizemos um TAC para limitar a construção para não trazer um transtorno maior para os banhistas e para a população que vive nos arredores. Eles trabalham em horários específicos para trazer resultados não só para a construção, que a gente quer que termine o mais rápido possível, como também não trazer déficit para a população”, disse o secretário de Meio Ambiente e Controle Urbano da cidade, Erivelto Lacerda.

Mesmo assim, a CPRH informou que, já que as manchas têm aparecido ao longo de até 1,5 quilômetro, “notificou o empreendimento, através do Auto de Intimação nº 01422/2019, para que dentro de 15 dias apresente laudos conclusivos e laudos laboratoriais da mancha sedimentar constatada na praia”.

Moradoras e Turistas afirmaram que ja denunciaram ao Ministério de Meio Ambiente o crime ambiental e que não adiantou denunciar ao CPRH e Ibama que já licenciaram tudo.

“Impressionante que uma pistinha de areia em Candeias para um caminho de 50m de serviço embargaram e mandaram retirar, e uma obra dessa dimensão licenciaram. É muito intrigante e misterioso isso”

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: