joao-paulo-costa-denuncia-falta-de-bolsas-coletoras-para-ostomizados

João Paulo Costa denuncia falta de bolsas coletoras para ostomizados

RISCO – “Pacientes estão usando materiais sem esterilização, o que pode agravar uma infecção.” Foto: Roberto Soares

O deputado {dep: 364604(João Paulo Costa)} (Avante) reforçou, na Reunião Plenária desta quinta (20), o apelo à Secretaria de Saúde de Pernambuco para que regularize o fornecimento das bolsas coletoras para as pessoas ostomizadas. O pronunciamento repercutiu as demandas feitas ontem, nas galerias, por representantes da Associação dos Ostomizados de Pernambuco (Aospe), que motivaram, na ocasião, discurso de {dep: 342025(Alberto Feitosa)} (SD).

Pessoas ostomizadas são as que precisaram passar por uma cirurgia para fazer no corpo uma abertura (estoma) ou caminho alternativo para a saída de fezes ou urina, assim como auxiliar na respiração ou na alimentação. O fornecimento de bolsas de ostomia de qualidade, de forma descentralizada, nas macrorregiões de saúde, consta na Lei Estadual nº 14.789/2012. Entretanto, segundo a Aospe, a aquisição e a entrega têm sido feitas de modo irregular.

“Fiquei estarrecido ontem. Já venho acompanhando os problemas há mais de dois anos. Em 2017, as bolsas não foram compradas porque não houve pregão. No ano seguinte, a péssima qualidade do material chegou a ferir os pacientes. Em 2019, a aquisição foi bem abaixo do necessário”, relatou Costa. “Essas pessoas estão usando materiais sem esterilização, o que pode agravar uma infecção”, prosseguiu.

Ele pediu esclarecimentos ao secretário estadual de Saúde, André Longo, sobre quando problema será solucionado. “Cerca de 3 mil pacientes estão passando por sofrimento e constrangimento. Estou à disposição para fazer essa interlocução com o Governo do Estado”, disse.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: