isaltino-nascimento-repercute-artigo-sobre-aumento-da-pobreza-no-brasil

Isaltino Nascimento repercute artigo sobre aumento da pobreza no Brasil

AUTORIA – Texto foi escrito pelo ex-presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e analista da ActionAid Francisco Menezes. Foto: Roberto Soares

O deputado {dep: 273150(Isaltino Nascimento)} (PSB) usou a tribuna, na Reunião Plenária desta quinta (20), para fazer a leitura de um artigo, publicado no jornal Folha de S. Paulo, intitulado Fábrica de fazer pobres. O texto foi escrito pelo ex-presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e analista de Políticas da ActionAid (organização internacional de combate à pobreza) no Brasil Francisco Menezes, e publicado nessa quarta (19).

O artigo afirma que, “por falta de dinheiro, o Governo Federal passou a controlar a entrada de novas famílias no Programa Bolsa Família, deixando 1 milhão delas na fila de espera em janeiro. O orçamento aprovado pelo Congresso Nacional para este ano, além de não prever a inclusão de novos beneficiários, poderá obrigar a exclusão de outros tantos, assim como não permitirá qualquer reajuste no valor repassado”.

Mais adiante o texto revela que “isto se dá em um contexto de crescimento da pobreza e, sobretudo, da extrema pobreza no Brasil”. “E já se vão quatro anos que a Síntese dos Indicadores Sociais, divulgada pelo IBGE, vem dando a má notícia e, atualmente, o número já chega a 13,5 milhões de pessoas — o maior índice desde 2012. Além da pobreza monetária, a desigualdade e a falta de acesso a serviços públicos essenciais continuam a castigar as camadas mais vulneráveis da população. A assistência do Estado àqueles mais necessitados vai se reduzindo.” 

O artigo finaliza destacando que “não se trata apenas da crise, mas das escolhas feitas para enfrentá-la. Enquanto não for revisto o caminho adotado, os indicadores não irão alterar sua rota, e a fábrica que produz pobreza e extrema pobreza continuará a funcionar celeremente”.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: