Governo de Pernambuco proíbe atividades econômicas entre 20h e 5h em 63 cidades por causa da Covid

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

Pernambuco determinou, nesta terça-feira (23), a proibição de atividades econômicas, das 20h às 5h, em 63 cidades das regiões de Limoeiro e Caruaru, no Agreste, e de Ouricuri, no Sertão. Essa medida, tomada por causa do agravamento da pandemia da Covid-19, vai vigorar entre a sexta-feira (26) e o dia 10 de março.

As novas medidas foram anunciadas pelo governador Paulo Câmara (PSB), em transmissão pela internet. A decisão foi tomada, segundo o estado, por causa da lotação das unidades de saúde, que chegaram, nas três regiões, a ter mais de 90% dos leitos ocupados.

De acordo com o governo, ficarão fechados, no período determinado, shoppings, bares, restaurantes, comércio de forma geral e academias. Estarão liberados os serviços essenciais, como supermercados, padarias, postos de gasolina e farmácias

Além da proibição das atividades econômicas, o governo prorrogou a proibição de eventos por mais 15 dias, valendo para todo o estado. Ainda segundo o governo, as aulas presenciais ficarão suspensas até o dia 12 de março, nas escolas públicas municipais em Pernambuco.

Com a determinação, a suspensão das atividades econômicas nas regiões definidas será ainda mais rigorosa nos próximos dois fins de semana. As restrições entrarão em vigor entre 17h e 5h, “quando apenas serviços essenciais poderão continuar funcionando”.

“A nova aceleração da doença tem superlotado os sistemas de saúde e vem repetindo o mesmo caminho de 2020, começando pelos estados do Norte e, agora, chegando com força ao Nordeste”, afirmou Paulo Câmara, durante o pronunciamento.

No vídeo, o gestor estadual afirmou, ainda, que o monitoramento dos casos da Covid-19 está sendo feito diariamente.

Segundo ele, caso o índice de ocupação de leitos de UTI permaneça subindo, será preciso “tomar medidas ainda mais duras nos próximos dias”.

“Durante esses 11 meses de luta contra os vírus, fizemos a segunda maior rede de UTI do país com leitos no Recife e em mais 15 cidades, do litoral ao Sertão. Mesmo assim, a situação atual mostra uma combinação perigosa e números crescentes da pandemia”, declarou.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: