esporte-e-lazer:-adaptacao-de-atividades-fisicas-a-pandemia-deve-ser-diretriz

Esporte e Lazer: adaptação de atividades físicas à pandemia deve ser diretriz

DISCUSSÃO – Colegiado presidido por João Paulo Costa aprovou propostas assegurando meia-entrada a professores, gratuidade a membros da AIP e acessibilidade a pessoas com deficiência em eventos esportivos. Foto: Roberto Soares

A adaptação da prática de atividades físicas ao contexto de emergências sanitárias, como a pandemia de Covid-19, pode se tornar uma das diretrizes das políticas públicas estaduais. É o que propõe o Projeto de Lei (PL) nº 1756/2021, de autoria do deputado {dep: 364573(Gustavo Gouveia)} (DEM), aprovado pela {com: 17227(Comissão de Esporte e Lazer)} da Alepe na reunião desta quarta (7).

Na justificativa da matéria, o parlamentar defende o estímulo à atividade física como medida preventiva que visa à manutenção da saúde da população. Ele cita um estudo divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2018, apontando o Brasil como o país com a maior quantidade de pessoas sedentárias da América Latina. “Cerca de 47% dos brasileiros não praticam atividades físicas suficientes para se manterem saudáveis, segundo o relatório”, complementa Gouveia. 

O texto ainda inclui, nas diretrizes governamentais, a criação e preservação de espaços públicos destinados aos exercícios físicos, além da promoção de eventos que conscientizem a sociedade em favor da cultura do esporte e de outras atividades.

Benefícios

Três proposições que facilitam o acesso de alguns segmentos a eventos esportivos foram acatadas nesta manhã. O PL nº 1847/2021, também de autoria de Gustavo Gouveia, prevê meia-entrada para professores, enquanto o PL nº 1742/2021, de iniciativa do deputado {dep: 342025(Alberto Feitosa)} (PSC), estende a gratuidade de ingresso para cronistas desportivos e a todos os membros da Associação da Imprensa de Pernambuco (AIP).

Por fim, o Projeto de Lei nº 1702/2020, apresentado pelo deputado {dep: 14819(Clodoaldo Magalhães)} (PSB), atualiza alguns pontos da lei que reserva espaços livres e assentos para pessoas com deficiência nos eventos esportivos, tornando obrigatória a divulgação, por meio de cartazes, da existência dessas vagas em estádios, ginásios e clubes sociais. Essas três propostas foram modificadas pela Comissão de Justiça e aprovadas por meio de substitutivos.

No final da reunião, o presidente da Comissão de Esporte, deputado {dep: 364604(João Paulo Costa)} (Avante), repercutiu a audiência pública realizada nessa terça (6) para tratar das dificuldades dos clubes profissionais de futebol de Pernambuco em consequência da pandemia de Covid-19. O parlamentar anunciou que “todas as demandas levadas ao encontro serão oficializadas e terão encaminhamento feito pelo colegiado”.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: