BOLETIM COVID-19 – COMUNICAÇÃO SES-PE

BOLETIM COVID-19 – COMUNICAÇÃO SES-PE

Nesta quarta-feira (16.09), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulga seu 200º boletim epidemiológico da Covid-19, registrando 120.068 pacientes recuperados. O quantitativo representa 86,6% do total de casos da Covid-19. Entre os recuperados 15.581 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 104.487 eram casos leves.

“A divulgação deste boletim epidemiológico tornou-se um importante instrumento para informar a população sobre a situação vivenciada em Pernambuco com transparência, assim como as ações desempenhadas pelo Governo do Estado no combate à doença. Devemos comemorar cada paciente curado, como também lamentar aqueles que perderam a batalha contra o novo coronavírus. E acima de tudo, alertar os pernambucanos que a pandemia ainda não acabou e que não estamos livres do adoecimento. Estamos em um momento de queda dos índices da doença em nosso Estado, mas toda a sociedade precisa continuar seguindo todas as recomendações de higiene e segurança para evitarmos uma nova crescente nos adoecimentos”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O boletim de hoje ainda registra 699 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 42 (6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e os outros 657 (94%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar. Agora, Pernambuco totaliza 138.568 casos confirmados, sendo 25.919 graves e 112.649 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Também foram confirmados laboratorialmente 19 óbitos (sendo 9 do sexo masculino e 10 do sexo feminino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Afogados da Ingazeira (1), Araripina (1), Bezerros (1), Garanhuns (1), Lajedo (1), Maraial (1), Olinda (2), Petrolina (3), Recife (5), São José do Belmonte (1), Serra Talhada (1) e Surubim (1). Com isso, o Estado totaliza 7.933 mortes pela doença.

As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 29 de abril e 15 de setembro. Do total de mortes do informe de hoje, sete (37%) ocorreram nos últimos três dias, sendo uma registradas no dia de ontem (terça, 15/09), quatro em 14/09 e duas em 13/09. Os outros doze (63%) registros ocorreram entre os dias 29/04 e 12/09.

Os pacientes tinham idades entre 50 e 93 anos. As faixas etárias são: 50 a 59 (8), 60 a 69 (2), 70 a 79 (3), 80 anos ou mais (6). Dos 19 pacientes que vieram a óbito, 13 apresentavam comorbidades confirmadas: diabetes (8), doença cardiovascular (7), hipertensão (4), obesidade (3), AVC (1), câncer (1), tabagismo (1), doença respiratória (1) e etilismo (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um não apresentava comorbidades e os demais estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 21.486 casos foram confirmados 35.003 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

HOSPITAL DE REFERÊNCIA- Ao completar, cinco meses de atividade, nesta quarta-feira (16.09), o Hospital de Referência à Covid-19 em Boa Viagem – antigo Hospital Alfa – alcançou a marca de 1,3 mil pacientes recuperados da doença. A alta de Édna de Souza Rocha Gonzaga, de 53 anos, na manhã desta quarta-feira (16/09), pontuou o número.

A paciente, que chegou ao Hospital de Referência em 11 de agosto, ficou 36 dias internada na unidade, entre leitos de UTI e enfermaria, e agora realizou o desejo de reencontrar os familiares, especialmente os três filhos e o neto.

“Durante o período que estive aqui fui muito bem tratada, mas não vejo a hora de estar novamente com minha família, com meus filhos”. Dona Édna conta que algumas vezes imaginou que o momento do reencontro não chegaria. “Eu pensei que não fosse vencer essa doença. Não desejo que ninguém passe por ela, e para quem está passando, meu conselho é que lute para se recuperar”, comentou.

André Gonzaga, filho de Dona Édna, a acompanhou na saída do Hospital. “Nós ficamos muito preocupados com ela durante a internação, mas os médicos sempre entravam em contato, dando notícias, informando sobre a recuperação dela, e é uma sensação indescritível reencontrá-la com saúde. Com certeza, chegando em casa, vamos festejar bastante”, disse, agradecendo também ao hospital pelo tratamento oferecido à mãe.

Contando hoje com 100% de sua capacidade, com 230 leitos ativos (130 de enfermaria e 100 de UTI), o Hospital de Referência foi requisitado administrativamente pelo Governo de Pernambuco em março. Em tempo recorde, a estrutura, que estava sem energia elétrica, água encanada e rede de gases, passou por ampla reestruturação e equipagem, e abriu as portas no dia 16 de abril, atuando de forma dedicada para a atenção aos pacientes com a Covid-19. Cerca de 2 mil pacientes já foram internados na unidade,  que é a maior em número de leitos exclusivos para os casos do novo coronavírus em Pernambuco.

“Para garantir a assistência adequada aos pacientes com a Covid-19, o Governo do Estado, por determinação do governador Paulo Câmara, está fazendo o maior esforço sanitário e de mobilização de insumos, equipamentos e recursos humanos de nossa história. Foram mais de dois mil leitos abertos para o atendimento aos pacientes, sendo mais de 900 de UTI. E o Hospital Alfa, que em um curto espaço de tempo passou por uma grande readequação e teve que ser completamente equipado, é um exemplo desse esforço. A unidade, que hoje completa cinco meses, tem sido determinante para que possamos estar salvando vidas durante esta pandemia”, destaca o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.

SÍNDROME PEDIÁTRICA – Nesta quarta-feira (16/09) foram atualizados os dados da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) – quadro que acomete crianças e adolescentes – sendo temporalmente associada à Covid-19. Foram incluídos dois novos casos. Até o momento, Pernambuco contabiliza 18 ocorrências, das quais 16 já evoluíram para a cura e alta hospitalar e 2 vieram a óbito. Todos tiveram resultado positivo para Covid-19.

Nesta atualização, foi confirmado o segundo óbito – uma criança do sexo feminino de 1 ano e 11 meses, residente no Recife, que faleceu no início de agosto. Já o outro caso, que recebeu alta no início de julho, foi de uma menina de 3 anos também da capital pernambucana.

Do total de casos, 16 são de Pernambuco – Recife (5, entre eles 2 óbitos), Caruaru (2), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Goiana(1), Sirinhaém (1), Joaquim Nabuco (1), Limoeiro (1), Timbaúba (1), Flores (1),Santa Cruz do Capibaribe (1) – e 2 de outros estados (Alagoas e Piauí), mas que procuraram atendimento médico no Estado.

A notificação da síndrome foi instituída no início deste mês de agosto e os serviços de saúde, além de atentos para ocorrência de casos novos, estão resgatando ocorrências desde o começo da pandemia. Dos casos registrados até o momento, 8 são do sexo masculino e 10 do feminino, com idades entre 1 e 13 anos.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: