Boletim Covid-19 – Comunicação SES-PE

Quarta-feira,19/08/2020 – Boletim Nº172

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (19/08), 1.429 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 77 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.352 (95%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 115.217 casos já confirmados, sendo 24.953 graves e 90.264 leves. Além disso, o boletim de hoje registra, ao todo, 96.220 pessoas recuperadas da doença. Destas, 14.176 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 82.044 eram casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 183 municípios pernambucanos (tabela 2), além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes e outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 28 óbitos (sendo 13 do sexo feminino e 15 do sexo masculino). Com isso, Pernambuco totaliza 7.280 mortes pela doença. Desse total, 75% das mortes foram na população idosa (a partir dos 60 anos).

Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Aliança (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (2), Canhotinho (1), Exu (1), Garanhuns (2), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (2), Limoeiro (1), Paulista (1), Recife (4), Riacho das Almas (1), São Caitano (2), São João (1), São José do Belmonte (1), Serra Talhada (3), Surubim (1), Timbaúba (1) e Verdejante (1).

As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 15 de maio e 18 de agosto. Do total de mortes do informe de hoje, 14 ocorreram nos últimos três dias, sendo 3 mortes registradas no dia de ontem (terça, 18/08), 9 mortes em 17/08 e 2 em 16/08. Os outros 14 óbitos ocorrem entre os dias 15/05 e 12/08. Os pacientes tinham idades entre 13 e 93 anos, além de uma criança de 2 anos. As faixas etárias são: 0 a 9 (1), 10 a 19 (1), 30 a 39 (1), 40 a 49 (1), 50 a 59 (3), 60 a 69 (6), 70 a 79 (3), 80 anos ou mais (12).

Dos 28 pacientes que vieram a óbito, 25 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (18), diabetes (12), hipertensão (6), AVC (2), obesidade (2), doença neurológica (2), doença renal (2), Alzheimer (1), doença hepática (1) e câncer (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação.

PROFISSIONAIS DE SAÚDE – Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 20.288 casos foram confirmados e 29.286 descartados. O Boletim de hoje também traz, em sua parte final, o detalhamento das testagens destes profissionais. Até o boletim de ontem (18.08), do total de profissionais de saúde que contraíram a doença (20.225), 96,7% já estão curados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

PCCV – Para reconhecer o empenho e valorizar os servidores estaduais que estão atuando com determinação nesta pandemia do novo coronavírus, neste ano, mais de 18,5 mil profissionais efetivos (médico, hemo-médico, analistas, assistentes e auxiliares de saúde) da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) irão receber automaticamente a progressão salarial dentro do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), sem necessidade de passar por todas as etapas do processo de Avaliação de Desempenho.

“Precisamos reconhecer o empenho de todos aqueles que estão na linha de frente do combate à Covid-19, seja atendendo a população nos hospitais estaduais ou em atividades administrativas essenciais, que precisaram ser mantidas durante todo este ano para garantir o pleno funcionamento de toda a rede de saúde. Este tem sido um ano de trabalho árduo, mas a força de trabalho do SUS vem demonstrando seu comprometimento com a população pernambucana e exercendo sua função com afinco, mostrando que é possível prestar uma assistência de qualidade e salvar vidas”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Com a progressão, os servidores aptos a participar da Avaliação de Desempenho podem ganhar até 2,5% de aumento salarial. Desde 2016, por determinação do governador Paulo Câmara, todos os servidores da SES-PE participam do processo de progressão salarial, que antes era voltado apenas para a categoria médica. Com isso, o número de profissionais aptos saltou de 3,9 mil, em 2015, para os atuais 18,5 mil, uma ampliação de 370%.

Importante ressaltar que o Governo de Pernambuco, ao longo dos últimos anos, vem realizado o maior chamamento de profissionais concursados da história da saúde pública pernambucana. Apenas durante esta pandemia, foram mais de 3 mil profissionais nomeados para reforçar diversos serviços sob gestão estadual, tanto da SES-PE quanto para o Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco (UPE).

USO DE MÁSCARA – A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) reforça que, apesar dos principais indicadores da Covid-19 estarem registrando queda ou tendência de estabilidade, o novo coronavírus continua em circulação em Pernambuco e que a pandemia ainda não acabou. Por isso, o uso de máscara é essencial para se proteger contra a doença. A população ainda precisa colaborar na adoção das outras medidas de segurança sanitária, que envolvem o distanciamento social, higiene das mãos e superfícies de contato, e etiqueta respiratória.

“A máscara quando usada de maneira correta, cobrindo a boca e o nariz, se torna uma barreira essencial contra a propagação da doença entre as pessoas. Junto a isso, outras ações de prevenção, como o distanciamento social e higiene frequente das mãos, continuam sendo indispensáveis e fazendo a diferença na taxa de transmissão. Essas ações, além de serem fundamentais para evitar o contágio, demonstram respeito aos esforços que todos nós estamos fazendo para avanço das etapas do Plano de Convivência. Temos visto ainda cenas muito preocupantes de pessoas que usam a máscara de maneira inadequada, e até mesmo circulando sem o uso dela, colocando em risco a sua vida e de quem estiver próximo”, afirmou Longo em coletiva de imprensa transmitida pelas redes sociais do Governo de Pernambuco na última terça-feira (18.08).

“Avaliamos os números semanalmente e o vírus continua circulando. Pernambuco ainda está em situação de transmissão comunitária, e apesar da situação já ter sido pior, principalmente em maio, quando marcamos o pico da doença no Estado, a situação atual ainda exige muita cautela. Sozinhos, os esforços do poder público não serão suficientes para superarmos este momento. Para chegarmos ao fim desta jornada com o máximo de vidas salvas, é preciso a consciência e a união de todos. Só com cada um fazendo a sua parte será possível diminuir a curva de contágio e continuar salvando cada vez mais vidas”, finaliza.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: