bem-segura-quase-25%-dos-empregos-em-pernambuco

BEm segura quase 25% dos empregos em Pernambuco

Em Pernambuco, foram 632 mil acordos realizados e 371.285 mil empregos mantidos até este mês de agosto pelo Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), destinado à suspensão do contrato de trabalho ou redução proporcional de jornada de trabalho e salário. O número representa quase 25% de todos os empregos formais no estado, segundo levantamento da Fecomércio/PE.

Em todo o país, foram 15 milhões de acordos celebrados até o dia 11 de agosto, beneficiando 1,4 milhão de empresas e 9,5 milhões de empregados em todo o país.   De acordo com o economista da Fecomércio/PE, Rafael Ramos, o grande quantitativo de acordos em relação aos empregos acontece porque, às vezes, uma empresa pode fazer mais de uma negociação com o mesmo empregado. “No primeiro mês, por exemplo, pode combinar a suspensão e, no seguinte, reduzir 70% ou 50% do salário e carga horária”, explica. O estado possui saldo negativo de 67 mil empregos entre janeiro e junho de 2020, sendo este o menor valor para os primeiros seis meses do ano desde 2015, quando o saldo foi de menos 69 mil. Dos setores produtivos, os que mais demitiram foram indústria (22 mil), serviços (17 mil) e comércio (16 mil).

Dos 632 mil acordos por tipo de adesão em Pernambuco, à maioria (293.835) foi de suspensão de contratos. A seguir, de redução de 70% de salário e jornada (179.397), de 50% (107.724), de 25% (43.668) e intermitentes (7.574). 

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: