assembleia-presta-homenagens-a-severino-cavalcanti

Assembleia presta homenagens a Severino Cavalcanti

FALECIMENTO – Presidindo a Reunião Plenária, Teresa Leitão apresentou um Voto de Pesar pela morte do político e também do presidente da Câmara de Garanhuns, Daniel da Silva. Foto: Jarbas Araújo

O Plenário da Alepe prestou homenagens ao ex-deputado federal e ex-prefeito de João Alfredo (Agreste) Severino Cavalcanti, que faleceu no Recife, nesta quarta (15), em decorrência de problemas cardíacos. A trajetória política de Cavalcanti, que também exerceu sete mandatos na Casa de Joaquim Nabuco, foi reverenciada pelos parlamentares durante todo o dia (veja abaixo).

Ao presidir a Reunião Plenária Extraordinária desta quarta, a deputada {dep: 14851(Teresa Leitão)} (PT) convocou um minuto de silêncio e apresentou, em nome da Mesa Diretora, um Voto de Pesar pelo falecimento do político. “Nossa solidariedade aos amigos e familiares de Severino Cavalcanti, entre eles os nossos colegas ex-deputados Zé Maurício e Ana Cavalcanti, filhos do político”, registrou. 

A Casa estendeu a homenagem ao presidente da Câmara Municipal de Garanhuns, Daniel da Silva (PTB), que faleceu na última segunda (13), vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). 

Trajetória política

Natural de João Alfredo, no Agreste de Pernambuco, Severino Cavalcanti tinha 89 anos. Ele foi prefeito de sua cidade natal em duas ocasiões: entre os anos de 1964 e 1966 e, posteriormente, de 2009 a 2012. O político também exerceu sete mandatos como deputado estadual, atuando na Casa de Joaquim Nabuco entre os anos de 1967 e 1995.  

A trajetória política de Severino Cavalcanti inclui, ainda, três mandatos como deputado federal. O homenageado representou Pernambuco na Câmara dos Deputados entre os anos de 1995 e 2005, quando  renunciou ao cargo e à presidência da Mesa Diretora.

Já Daniel da Silva, conhecido como Daniel da Saúde, era técnico em enfermagem e estava no quarto mandato como vereador. O parlamentar tinha 53 anos e ocupava o cargo de presidente da Câmara Municipal de Garanhuns desde outubro de 2018.

Depoimentos

{dep: 14824(Eriberto Medeiros)} (PP)

“Pernambuco, hoje, perde um dos seus políticos mais expressivos. A partida do ex-presidente da Câmara dos Deputados deixa uma lacuna, principalmente para nós que fazemos o Progressistas e temos sua trajetória como referência. Como homem muito simples e humilde, teve uma vida dedicada à política. Vai deixar saudades naqueles que o conheciam de perto. Que Deus conforte seus familiares e amigos.”

{dep: 364608(José Queiroz)} (PDT)

“Venho expressar o lamento pelo falecimento do deputado Severino Cavalcanti. Ele partiu com seus 89 anos de serviços prestados ao Brasil e a Pernambuco. Ele foi meu contemporâneo na Alepe, antes de ir para a Câmara Federal, onde chegou a ser presidente daquele Poder.”

{dep: 364606(João Paulo)} (PCdoB)

“Severino era um cara muito lutador. No início, tinha uma visão muito conservadora, mas depois ampliou seu modo de ver, inclusive com a aproximação com o ex-presidente Lula. Pernambuco perde uma grande liderança com a morte dele.”

{dep: 14852(Tony Gel)} (MDB) 

“Eu me solidarizo com a família, incluindo o filho dele, nosso colega Zé Maurício. Fui contemporâneo de Severino Cavalcanti também na Câmara Federal, onde ele tinha excelente relacionamento com os colegas parlamentares. Que ele possa habitar numa das muitas moradas do Pai.” 

{dep: 14815(Antônio Moraes)} (PP)

“O primeiro município em que exerci o cargo de delegado foi em João Alfredo, onde conheci Severino Cavalcanti. Ele era o político mais competente que conheci, alguém que vivia a política 24 horas por dia. Ele era um homem rico quando entrou na política, com uma grande fábrica de móveis e outros itens de madeira, que exportava para São Paulo. Mas no final da vida só tinha como patrimônio a residência que morava e uma casa em João Alfredo.” 

{dep: 14834(Lucas Ramos)} (PSB)

“Pelos laços que estabeleci com o nosso colega Zé Maurício, posso imaginar a dor desse falecimento para a família inteira. Severino Cavalcanti era um alicerce para aquela família, um exemplo para eles e para a política do Estado.”

{dep: 273150(Isaltino Nascimento)} (PSB) 

“Severino Cavalcanti sofreu racismo e xenofobia por ser nordestino quando foi presidente da Câmara. Acho importante que ele e outros deputados que passaram pela Casa sejam lembrados numa espécie de memorial dentro do Museu que será instalado no antigo Palácio Joaquim Nabuco. Devemos ouvir, ainda em vida, a trajetória de quem passou pela Alepe. Quantas histórias sobre a política de nosso Estado perdemos, agora, com o falecimento de Severino Cavalcanti?”

{dep: 364595(Henrique Queiroz Filho)} (PL)

“Severino Cavalcanti sofreu, sim, perseguição por ser nordestino e pernambucano quando presidiu a Câmara dos Deputados. Precisamos ter em nosso museu um espaço para as trajetórias dos políticos que fizeram a história desta Casa.” 

{dep: 364494(Delegada Gleide Ângelo)} (PSB) 

“Foi uma grande perda para Pernambuco. Declaro meu pesar e meus sentimentos a Ana Cavalcanti, Zé Maurício e todos os familiares. Que Deus os fortaleça e receba Severino Cavalcanti em seus braços.”

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: