Agentes socioeducativos iniciam formação continuada online

funase

Modelo tem o objetivo de manter o processo de capacitação de forma adaptada à necessidade de distanciamento social

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) começou a adotar, nesta semana, o modelo de ensino a distância para promover formações continuadas com agentes socioeducativos. Ao todo, 29 profissionais estão participando da atividade, que terá carga horária de 80 horas/aula, ministrada de segunda a sexta, até o próximo dia 28. Essa é a primeira turma de um conjunto de formações que, até outubro, devem beneficiar 180 agentes socioeducativos lotados em unidades da instituição em todo o Estado.

O curso é ministrado em uma plataforma acadêmica online de uso do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos de Pernambuco (Cefospe), também responsável pela certificação do conteúdo. As funções de coordenação e de instrução são desempenhadas por servidores da Funase. A formação continuada tem cinco módulos: Desenvolvimento Comportamental, Projeto Político-Pedagógico, Ética Profissional e Direitos Humanos, Procedimentos Operacionais e Procedimentos Correcionais.

Segundo a superintendente geral de Gestão do Trabalho e Educação da Funase, Nadja Oliveira, o modelo virtual de formação surgiu como alternativa à impossibilidade de formar turmas presenciais. “Antes da pandemia, tínhamos capacitações introdutórias presenciais no Recife e no Interior. Nos últimos meses, esse trabalho teve que ser paralisado de forma temporária, como medida preventiva ao novo coronavírus. Nos adaptamos a essa realidade e estamos retomando as formações de forma online”, explica.

Na semana passada, um curso virtual, voltado a gestores e técnicos que atuam nas unidades socioeducativas, abordou o tema “Comunicação Assertiva”. Já a formação continuada de agentes socioeducativos deve contar, inicialmente, com mais cinco turmas online nos próximos meses, conforme a assessora técnica de Gestão de Pessoas da Funase e ministrante do primeiro módulo da atividade, Alexandra Wanderley. “Nosso objetivo é manter o olhar atento da instituição para o seu corpo de funcionários, valorizando essas pessoas através da abordagem de temas pertinentes ao desenvolvimento do trabalho no ambiente socioeducativo”, afirma.

 

Imagem: Arquivo/Funase

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: