52%-desaprova-a-gestao-geraldo-julio-no-recife

52% desaprova a gestão Geraldo Julio no Recife

O Ibope, em sua primeira rodada de pesquisas no Recife, mediu a avaliação que os recifenses fazem da gestão do PSB na capital pernambucana.

Mais da metade, 52%, disseram que desaprovam a gestão do prefeito Geraldo Julio.

Para 44% dos entrevistados, a gestão do PSB é aprovada.

4% disseram não saber ou não responderam.

O indicador é importante porque, em pleitos municipais, o sentimento em relação ao serviço prestado por tirar votos ou ajudar na continuidade. Geraldo Julio não pode disputar um novo mandato, mas pode funcionar como cabo eleitoral do candidato de situação, João Campos.

De acordo com o levantamento, para 32% dos entrevistados, a gestão é ruim ou péssima.

40% afirmou que a gestão é regular.

Para 27% dos entrevistados, a gestão é boa ou ótima. 1% não sabe nem respondeu.

Os adversários do PSB já sabem, por pesquisas internas, que a pior fase para os socialistas pode ter passado. Com o início do guia na TV e no Rádio, e com mais tempo de televisão da campanha, a expectativa dos adversários é que a campanha dos socialistas melhore a avaliação. Jogo a ser jogado.

Avaliação do governador Paulo Câmara não ajuda

Na mesma primeira rodada de pesquisas no Recife, o Ibope mediu a avaliação que os recifenses fazem da gestão do PSB no comando do Estado. Pelos números, o governador não ajudaria muito.

Apenas 19% aponta sua gestão como boa ou ótima.

40% afirma que é ruim ou péssima.

Para 39%, a gestão de Paulo Câmara é regular.

Empate técnico na largada

O primeiro levantamento realizado pelo Ibope, para o Jornal do Commercio e da TV Globo, já realizado após a oficialização das candidaturas, mostra João Campos (PSB) numericamente à frente dos dez adversários, com 23% das menções, mas tecnicamente empatado com Mendonça Filho (DEM) que tem 19% das intenções de voto, tendo em vista que a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais (p.p).

A pesquisa também mostra, considerando este critério da margem de erro, que a segunda posição está indefinida, já que o candidato do DEM também fica em situação de empate técnico com Marília Arraes (PT), citada por 14% dos eleitores.

A petista por sua vez está empatada com candidata do Podemos, Patricia Domingos, que aparece com 11% de menções.

Em outro patamar, em um escalão mais distante do topo, Claudia Ribeiro (PSTU), Coronel Alberto Feitosa (PSC) e Marco Aurélio (PRTB) aparecem com 1% das intenções de voto, cada um.

Já o advogado Carlos Andrade Lima (PSL), Charbel Maorun (NOVO), Thiago Santos (UP) e Victor Assis (do PCO) foram citados, mas não atingem 1% de citações cada.

De acordo com o Ibope, os entrevistados que declaram intenção de votar em branco ou anular o voto somam 22%, ao passo que 7% não sabem ou preferem não responder.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, sem a apresentação do nome dos candidatos, João Campos sai na frente com 9% e vem seguido por Marília Arraes, com 5%, e Mendonça Filho, com 5%.

A candidata do Podemos tem 3% e outros soma 5%.

Compartilhe
%d blogueiros gostam disto: